quinta-feira, 11 de março de 2021

Política REPRESSÃO Governador acusado de mandar polícia para reprimir manifestantes em Teresina

Eles fizeram protesto em frente ao terminal de petróleo contra altos preços da gasolina

Homem mostra marcas da suposta violência policial em suas costas
Homem mostra marcas da suposta violência policial em suas costas

Motoristas de aplicativo que se manifestaram nesta quarta-feira (10) em frente ao Terminal de Petróleo, em Teresina, disseram ter sido vítimas de violência policial. Eles fecharam a entrada e saída de caminhões em protesto contra os altos preços dos combustíveis no estado.

A movimentação foi registrada em vídeo. Num deles, um homem aparece ferido nas costas. Ele contou ter sido alvo de violência da polícia. Mais cedo, outro vídeo mostra a chegada de inúmeras viaturas para conter o protesto. Os motoristas relataram estar realizando manifestação pacífica.

O motorista Thiago Cordeiro relatou ao site Cidadeverde.com que a classe já não aguenta mais as constantes altas nos preços dos combustíveis. Toda semana tem um aumento novo. "Desse jeito fica difícil de trabalhar, quase impossível", asseverou.

 >>> Governador do PT reprime trabalhadores, dizem motoristas, que foram surpreendidos com a chegada da polícia - em vídeo denunciam ação violenta da PM (Sequência acima)

Ele disse que a responsabilidade do governo do estado tem que ser denunciada e que o governador Wellington Dias (PT) pode fazer alguma coisa para reduzir os valores. Seria a partir da redução da alíquota de ICMS. No Piauí, o imposto incidente sobre os combustíveis líquidos derivados do petróleo (exceto óleo diesel, querosene iluminante e óleo combustível) é de 29%, um dos mais altos do país.

Um dos manifestantes disse, em vídeo, que o governador de um partido que se diz dos trabalhadores jamais poderia ter agido dessa forma. "É um governador canalha", disse. "Falta de vergonha. Olha o tanto de viatura."

O presidente do Sindicato dos Postos Revendedores de Combustíveis do Estado do Piauí (Sindipostos), Alexandre Valença, informou que na próxima terça-feira deve ocorrer um novo aumento. Foram cinco entre 8 de dezembro passado e o dia 9 de março em curso. 

A polícia militar ainda não se manifestou sobre as denúncias. O espaço aqui do trnoticia está disponível para a corporação. Aguarde outras informações sobre o assunto. (TR)

Edição: tropical Noticias

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Família aluga casa e acha antiga moradora enterrada no jardim

Uma família moradora de Ubatuba, no litoral norte de São Paulo, foi surpreendida ao fazer uma reforma no jardim de casa e encontrar os...