quarta-feira, 5 de maio de 2021

Ciro Nogueira acusa Randolfe Rodrigues de proteger governadores suspeitos

 
Política PANDEMIA

Toni Rodrigues/Jornalista

 Ciro Nogueira quer estender investigação aos governadores; Randolfe acusa progressista de atrasar CPI Ciro Nogueira quer estender investigação aos governadores; Randolfe acusa progressista de atrasar CPI

O senador Ciro Nogueira (Progressistas) disse durante a CPI da Covid nesta terça-feira que o também senador Randolfe Rodrigues (Rede/AP) estaria querendo proteger governadores de serem investigados pela Comissão do Senado. Nogueira reagiu a críticas de Rodrigues de que estaria desesperado juntamente com senador Eduardo Girão (Cidadania/CE) e com isso tentando atrapalhar o andamento da CPI. "Desesperado está V. Excelência querendo proteger governadores", disse Ciro Nogueira.

O senador piauiense é favorável que a investigação se estenda aos governadores e prefeitos. A CPI presidida por adversários do presidente Jair Bolsonaro quer investigar apenas o governo federal. Governadores e prefeitos seriam investigados apenas em situações conexas, ou seja, por terem recebido recursos do governo federal. No entanto, é onde ocorrem escândalos de supostos desvios dos recursos destinados a combater a pandemia.

A Polícia Federal realiza investigações em estados e municípios. Houve acusações de que gestores teriam desviado recursos em benefício próprio. O então governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, foi afastado definitivamente depois de identificados desvios de aproximadamente R$ 700 milhões naquele estado. Em Santa Catarina, o governador já foi afastado temporariamente em duas oportunidades. No momento ele está ausente do cargo por determinação judicial.

Continua depois da publicidade

Eduardo Girão apontado como senador da base bolsonarista disse não entender por que os seus colegas não querem estender a investigação de forma mais abrangente. No seu entender devem ser investigados aqueles que receberam o dinheiro e teriam a responsabilidade de aplicar corretamente os valores. Ciro Nogueira, por sua vez, entende que existem muitas irregularidades nos governos estaduais. Ele aponta principalmente supostos desvios praticados no governo do Piauí.

O governo Wellington Dias (PT) está sendo investigado pela Polícia Federal pelos possíveis desvios de aproximadamente R$ 55 milhões em recursos destinados à Secretaria de Saúde do Estado e à Fundação Estadual de Serviços Hospitalares. O secretário Florentino Neto se defende. Ele afirma que os valores estão sendo aplicados corretamente. O governador, por sua vez, na oportunidade, acusou a PF de patrocinar espetáculo político. Provavelmente para atender interesse do governo federal, a que faz oposição. (TR)

Nenhum comentário

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Família aluga casa e acha antiga moradora enterrada no jardim

Uma família moradora de Ubatuba, no litoral norte de São Paulo, foi surpreendida ao fazer uma reforma no jardim de casa e encontrar os...