sexta-feira, 29 de julho de 2022

ENTREVISTA Silvio Mendes acusa governo de tentar subornar vereador do PTB


Falando à TV Piauí, ex-prefeito diz que governo do PT impõe subdesenvolvimento ao estado.

Em entrevista, Silvio Mendes afirma que empréstimos foram contratados para estradas que não se realizaram
Em entrevista, Silvio Mendes afirma que empréstimos foram contratados para estradas que não se realizaram

Numa longa entrevista para a TV Piauí, o médico e ex-prefeito Silvio Mendes criticou duramente as gestões do PT no estado do Piauí, a que acusa de ter legado aos piauienses uma condição de subdesenvolvimento. "Por isso, o povo está cansado do PT, porque não existe nenhuma alternativa, além dos empréstimos e das práticas políticas negativas", complementa. Ele acusa o governo petista de tentar subornar um vereador do PTB.

 

Mendes será aclamado neste sábado como candidato a governador da oposição representada pelos partidos União Brasil, Progressistas, Partido Trabalhista Brasileiro, dentre outros. A deputada Iracema Portela será confirmada como candidata a vice e Joel Rodrigues, ex-prefeito de Floriano, vai concorrer ao Senado. O evento será realizado no Teresina Hall, zona leste da capital.

 

Silvio Mendes falou que o estado sob o PT tem sido omisso em vários setores e acusou a gestão petista de abandonar o setor materno infantil. Somente em 2021 56 mães teriam morrido nas dependências da maternidade do estado por falta de condições no atendimento. O número de natimortos (crianças que nascem mortas) também é surpreendente. "É preciso mudar essa realidade", assevera.

 O médico denunciou que o vereador Valmir Sales, do PTB de Água Branca, teria recebido uma proposta de R$ 300 mil em dinheiro vivo para aderir ao candidato Rafael Fonteles, do PT. O parlamentar teria dito não ao candidato petista e depois denunciado o fato nas redes sociais. "Isso precisa ser apurado com urgência e, se confirmado, os autores desse absurdo precisam ser punidos exemplarmente", disse Mendes.

 Outros parlamentares vêm afirmando ter recebido proposta semelhante do candidato Rafael Fonteles. Um deles, de cidade da Grande Teresina, chegou a dizer que teve uma reunião pessoal com o candidato petista num dos shoppings da cidade. Silvio Mendes também condenou a política de "bolsas" disseminadas pelo PT porque isso faz com que as pessoas fiquem dependentes dos governos, ao invés de conquistarem a sua autonomia e com isso ajudarem o estado a se desenvolver.

 O pré-candidato também reclamou do programa de alfabetização do governo do estado, o Proaja, que segundo ele ocorre tardiamente e num ano eleitoral. "Como é que depois de 20 anos o governo do estado vem descobrir que o Piauí conta com cerca de 200 mil analfabetos e lança um programa que investe R$ 400 milhões em entidades suspeitas. Muita coisa precisa ser esclarecida sobre esse programa", declara Silvio Mendes. O Proaja foi suspenso por determinação judicial.

 Segundo o ex-prefeito e pré-candidato a governador, a questão das estradas também deve ser questionada e repensada. O estado pegou uma verdadeira fortuna em empréstimos e nada realizou. Isso tem encarecido o preço do frete e prejudicado o desenvolvimento do estado. Com estradas ruins, os produtores precisam pagar mais pelo transporte e isso afeta o preço final dos produtos, sobremaneira na região dos Cerrados.

 O pré-candidato falou ainda que é inadmissível que um estado tenha 10 secretarias encarregadas de fazer asfalto e calçamento apenas para atender deputados e lideranças e que funcionam como feudos políticos. "Isso vai acabar, vamos privilegiar a competência e vamos garantir que as secretarias tenham funções específicas para produzir melhor em favor do povo piauiense", enfatizou Silvio Mendes.

 Toni Rodrigues, com informações da TV Piauí

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ALERTA! China detecta novo vírus de origem animal em humanos

  Um estudo científico revelou a detecção, em duas províncias da China, de 35 casos em humanos de um novo vírus de origem animal, do tipo ...