sexta-feira, 26 de agosto de 2022

“Ordem absurda não se cumpre”: Bolsonaro critica Alexandre de Moraes por proibição de propaganda sobre 200 anos da Independência com slogan "futuro verde e amarelo"

 

Durante entrevista ao Pânico nesta sexta-feira (26), presidente Jair Bolsonaro (PL) foi informado ao vivo sobre a decisão do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes, de proibir o governo de veicular uma propaganda sobre 200 anos da Independência com slogan ‘futuro verde e amarelo’.

Bolsonaro criticou o ministro e disse que “ordem absurda não se cumpre”. “Ordem absurda não se cumpre, se for verdade isso daí, ordem absurda não se cumpre.”

O presidente também afirmou que entraria com um recurso para reverter a decisão.

Na opinião de Moraes, há “viés político da campanha, conforme se extrai de vários trechos das peças publicitarias”.

Para o presidente do TSE, “trata-se de slogans e dizeres com plena alusão a pretendentes de determinados cargos públicos, com especial ênfase às cores que reconhecidamente trazem consigo símbolo de uma ideologia politica, o que é vedado pela Lei eleitoral, em evidente prestígio à paridade de armas”.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eleições 2022: Confira o que é preciso levar no dia da votação

 Conforme o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a documentação poderá ser utilizada mesmo se estiver com data de validade vencida. Neste domi...