segunda-feira, 12 de setembro de 2022

ELEIÇÕES - Vaza áudio de Wellington Dias antecipando que Rafael Fonteles ganhará eleições em 1º turno com mais de 60% dos votos

 


 Em áudio vazado nas redes sociais nesta segunda-feira, 12/9, o ex-governador Wellington Dias (PT), candidato ao Senado nestas eleições, decidiu aderir à moda do senador Marcelo Castro (MDB), seu aliado político, para disseminar informações que não se confirmam sobre a candidatura do seu pupilo, Rafael Fonteles, que disputa o governo do estado pelo PT.

Segundo Dias, em suposta mensagem a Osmar Júnior, que foi seu vice-governador entre 2003 e 2006 e hoje é um dos coordenadores da campanha de Fonteles, a campanha segue num ritmo ascendente, em que a cada dia, segundo ele, se fortalece cada vez mais a condição de Rafael Fonteles ser eleito em primeiro turno.

"Ele terá mais de 60% dos votos", enfatiza, antecipando uma situação que não parece conveniente com a realidade que se vê nas ruas e avenidas de cidades piauienses. O ex-governador sugere alguma informação privilegiada ou apenas faz discurso de motivação aos seus seguidores.

Ele afirmou que o candidato petista é aclamado por onde passa. Nesta semana recebemos imagens de Nova Santa Rita e Simplício Mendes, onde ele faz reuniões embaixo de árvores e usa bancos de praças como palanque exatamente por falta de público. Fonteles fala para uma pequena quantidade de seguidores.

Wellington Dias afirmou ainda que está convencido da vitória e que o candidato terá cerca de 60% dos votos e será eleito em 2 de outubro. Ele disse também que sua candidatura vai de vento em popa e que Lula será eleito também em primeiro turno. "Lula está de papoco", diz o ex-governador, que parece um tanto eufórico na gravação, comportamento incomum para ele, que em pleitos anteriores sempre teve o controle total das eleições.

Na verdade, as pesquisas mais recentes, inclusive nacionais, mostram um cenário bem diferente. E a realidade pode ser constatada nas ruas, nas cidades, onde Rafael Fonteles e Wellington Dias são recebidos com hostilidade pela população, que repete entusiasticamente ter se cansado do PT e dos seus líderes. 
 
Mesmo assim, o ex-governador afirma acreditar na eleição de noventa por cento da bancada federal e cerca de 26 deputados estaduais. Com isso, entende, poderá continuar dominando o comportamento do Poder Legislativo. (TR)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Eleições 2022: Confira o que é preciso levar no dia da votação

 Conforme o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a documentação poderá ser utilizada mesmo se estiver com data de validade vencida. Neste domi...