quarta-feira, 4 de maio de 2016

Alemanha vai liberar maconha medicinal em 2017

Governo do país será responsável por produzir e controlar a venda da substância

O
governo da Alemanha decidiu que irá legalizar a maconha para fins medicinais ano que vem, declarou o ministro da saúde do país Hermann Gröhe. A substância vai ser liberada para pessoas seriamente doentes, com indicações médicas e que tenha "esgotado outras alternativas terapêuticas". "Nosso objetivo é que pessoas com doenças sérias sejam cuidadas da melhor maneira possível", afirmou Gröhe.
Flores secas e extratos de maconha estarão disponíveis em farmácias, mediante receita, e o sistema público de saúde vai cobrir todos os custos. O projeto de lei que deve entrar em vigor no primeiro semestre de 2017. Para suprir a necessidade dos pacientes, o governo alemão deve ter plantações especialmente supervisionadas e importar o que precisa.
Ainda assim, a Comissária Federal de Drogas do Canadá, Marlene Mortler, alertou que a maconha não deve ser considerada completamente segura. "O uso da cannabis como remédio, dentro de limites rígidos, é útil e deve ser explorado. Porém, a legalização para prazer individual não é o objetivo desta regulamentação", disse Mortler.
A medida segue a linha de outros países europeus que já liberam o uso da substância em tratamentos médicos, como a Itália e República Tcheca. Portugal descriminalizou todas as drogas de consumo pessoal, mas não permite o uso da maconha como remédio.



Fonte: JL/Reuters

Teresina é a 14ª cidade que mais gasta com saúde, segundo FNP

Recentemente, Teresina também tinha aparecido bem posicionada, como a 3ª capital que mais investe em saúde, resultado de pesquisa do CFM

U
ma pesquisa apresentada pela Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) aponta que, de 100 municípios brasileiros selecionados, Teresina é a 14º cidade do país que mais gasta com saúde. Os dados foram divulgados na 11ª edição do Anuário Multi Cidades - Finanças dos Municípios do Brasil, que ocorreu no Rio de Janeiro e estão disponíveis para consulta pública no site da FNP.
De acordo com a pesquisa em 2014 Teresina possuía 840.600 habitantes e teve uma despesa com saúde de R$ 842.906.000,00. Com o total, conseguiu ultrapassar o montante de capitais mais populosas, como São Luís (com 1.064.000 habitantes gastou R$ 704.244.000,00); Manaus (com 2.020.000 habitantes gastou R$ 700.670,00);Maceió (1.500.000 habitantes e gasto de R$ 566.933.000,00) e Salvador (com 2.902.000 habitantes gastou R$ 551.696.000,00)
A pesquisa também constatou que nos últimos anos a despesa com saúde na capital piauiense foi crescente: em 2010 correspondeu a R$ 639.933.000,00; em 2011 o número passou para R$ 706.000.000,00, em 2012 foi de R$ 729.419.000,00; em 2013 de R$ 832.127.000,00 e em 2014 o gasto foi de R$ 842.906.000,00.
Aderivaldo Andrade, secretário municipal de saúde, avalia os dados. "Teresina tem ganhado destaque nacional pelos investimentos feitos em áreas prioritárias para a população. É preciso investir para oferecer serviço de saúde de qualidade e isso é o que temos feito na gestão do prefeito Firmino Filho. No ano passado entregamos importantes obras para a cidade e em 2016 estão previstas mais inaugurações, como a reforma e ampliação do hospital do Buenos Aires e a inauguração das UPAs do Promorar e do Sátelite", afirma.
 O secretário informa ainda que esta análise, da Frente Nacional dos Prefeitos (FNP), leva em consideração os 106 municípios brasileiros selecionados. A seleção incorporou as maiores cidades do Brasil, sendo ao menos duas de cada estado, das quais uma é a capital. Recentemente, Teresina também tinha aparecido bem posicionada, como a 3ª capital que mais investe em saúde, resultado de pesquisa do Conselho Federal de Medicina, que considerou apenas as capitais brasileiras.



Fonte: JL/Assessoria

Dilma: denúncias do senador Delcídio são levianas e mentirosas

Dilma fez a declaração em resposta ao pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que solicitou ontem (3) ao Supremo Tribunal Federal (STF) autorização para iniciar uma investigação contra ela



A
presidenta Dilma Rousseff disse hoje (4) que as denúncias feitas pelo senador Delcídio do Amaral (sem partido-MS)  são “absolutamente levianas e sobretudo mentirosas”. “O senador Delcídio tem a prática de mentir e isso ficou claro ao longo de toda essa questão relativa à sua prisão a partir das gravações. Tenho certeza que a abertura do inquérito vai demonstrar apenas que o senador, mais uma vez, faltou com a verdade. Tenho consciência das mentiras do senador Delcídio do Amaral. Acho que a credibilidade do senador é bastante precária”, disse Dilma à imprensa, após cerimônia no Palácio do Planalto.
Dilma fez a declaração em resposta ao pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que solicitou ontem (3) ao Supremo Tribunal Federal (STF) autorização para iniciar uma investigação contra ela, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo. O procedimento tramita de forma sigilosa.
O pedido é baseado na delação premiada feita pelo senador Delcídio do Amaral. Em uma das oitivas, o senador acusou a presidenta e Lula de terem interesse em nomear, no ano passado, o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Marcelo Navarro para barrar as investigações da Operação Lava Jato e libertar empreiteiros presos. Na época, Cardozo ocupava o cargo de ministro da Justiça, responsável por indicar informalmente à Presidência da República nomes de possíveis candidatos ao cargo no STJ.
“Acredito que é necessário investigar de onde surgem essas afirmações do senador e comprovar. Lamento que, mais uma vez, algo muito grave tem acontecido: foi o vazamento. O vazamento de algo que pela imprensa eu tomei conhecimento. O vazamento de algo que tudo indica estava sob sigilo, que estranhamente vaza às vésperas do julgamento [do impeachment] no Senado. Aqueles que vazaram têm interesses escusos e inconfessáveis”, acrescentou Dilma.
A presidenta informou que vai solicitar ao advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, que peça ao STF a apuração dos vazamentos de informações. “Esses vazamentos têm uma característica. Você vaza. Depois, se se caracterizar que nada há, o dano já foi feito. O que querem com isso? Querem o dano feito. Sempre fui a favor de investigações. E quero que essa seja investigada a fundo, inclusive quero saber quem é o autor ou autores do vazamento”.
Caberá ao ministro Teori Zavascki, relator dos processos da Operação Lava Jato no Supremo, decidir sobre a abertura do pedido de investigação de Dilma, Lula e Cardozo. Ainda não há data para a tomada da decisão.



Fonte: JL/Agência Brasil

Joanna Maranhão é chamada de “vagabunda petista” em SP

Nadadora pernambucana, que neste ano irá participar das Olimpíadas, foi alvo de agressões quando pedalava em São Paulo

A
nadadora Joana Maranhão, que neste ano irá participar das Olimpíadas do Rio de Janeiro, foi alvo de agressões quando pedalava de bicicleta em São Paulo.
Pelo Facebook, a nadadora relatou que "foi obrigada a parar na ciclovia porque mais uma vez um carro estava estacionado em frente ao restaurante Crystal (uma pizzaria de gente rica). Pedi ao motorista que tirasse seu veículo pois ali era proibido para carros, quando ele respondeu: "você vai esperar ter vaga no estacionamento. Ta achando que isso é o problema do país? Vagabunda petista".
"Quem me conhece sabe que sou sangue quente, mas a agressividade desse jovem me pegou tão de surpresa, que eu fui embora e comecei a chorar. Triste situação, triste realidade, maldita polarização", completou em seguida.
Esta é quarta Olimpíada que a nadadora pernambucana participa. No mês passado, ela venceu o Troféu Maria Lenk nos 400m medley com o tempo de 4min38s66.



Fonte: JL/247

Prefeitura de Cocal realiza palestras sobre direitos de gestantes do município


A Prefeitura de Cocal, através da Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS), realizou palestras para as participantes do grupo de gestantes "Nascer Feliz", no Centro de Referência Especializada da Assistência Social (CREAS), nessa terça-feira (3). Na ocasião, as gestantes foram orientadas pela psicóloga e doula, Francisca Veras, também parte da equipe multiprofissional do CREAS.

As mulheres foram orientadas sobre o direito das gestantes, a importância da realização de acompanhamento pré-natal adequado, das vantagens da escolha do parto normal, do direito à cirurgia de laqueadura das trompas e da importância do pai durante todo o período que envolve a gestação.

"Todos têm direito à saúde e o que a SMAS quer é facilitar o atendimento, através de trabalho conjunto, a estas mulheres frequentadoras do grupo 'Nascer Feliz', para que tenham conhecimentos dos seus direitos", pontua Deuzenir Portela, secretária de Assistência Social de Cocal.

"É importante que estas mulheres tenham acompanhamento não só médico, mas também psicológica, que tenham conhecimento de seus direitos e que possam fazer um planejamento familiar. Este tipo de cuidado assegura a saúde da gestante e diminui os riscos de mortalidade infantil", explica Rubens Vieira, prefeito de Cocal.

terça-feira, 3 de maio de 2016

Procurador: Eduardo Cunha chefiou ‘célula do crime’ em Furnas

Presidente da Câmara é descrito pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, para o Supremo Tribunal Federal como um dos líderes de um esquema de corrupção montado na estatal Furnas Centrais Elétricas

O
procurador-geral da República, Rodrigo Janot, afirmou que o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), é um dos líderes de uma "organização criminosa" montada na estatal Furnas Centrais Elétricas.
Janot pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) autorização para investigar Eduardo Cunha no sexto inquérito de suspeitas de corrupção e lavagem de dinheiro. "Pode-se afirmar que a investigação cuja instauração ora se requer tem como objetivo preponderante obter provas relacionadas a uma das células que integra uma grande organização criminosa – especificamente no que toca a possíveis ilícitos praticados no âmbito da empresa Furnas. Essa célula tem como um dos seus líderes o presidente da Câmara dos Deputado Eduardo Cunha, do PMDB do Rio de Janeiro", diz Janot no pedido.
"Sabemos que essa organização criminosa é complexa e que, tudo indica, operou durante muitos anos e por meio de variados esquemas estabelecidos dentro da Petrobras e da própria Câmara dos Deputados, entre outros órgãos públicos. Embora estes "esquemas" tenham alguma variação entre si, é certo que eles coexistem e funcionam dentro de um conserto maior", completou o PGR.
Em sua delação premiada, o senador Delcídio do Amaral (sem partido) apontou a participação do presidente da Câmara como beneficiário de esquema de propinas em Furnas. Segundo Delcídio, a presidente Dilma Rousseff precisou intervir na estatal, em 2011, cessando as práticas criminosas, o que teria motivado a vingança de Cunha.



Fonte: JL/247

Roubar para comer não é crime, decide Supremo Tribunal italiano

Sem-abrigo roubou num supermercado e foi condenado a seis meses de cadeia e ao pagamento de uma multa de 100 euros. Sentença foi anulada

R
oman Ostriakov, um sem-abrigo de origem ucraniana, foi preso em Génova, Itália, em novembro de 2011, por ter roubado de um supermercado dois pedaços de queijo e uma embalagem de salsichas, no valor de 4,07 euros.
Ostriakov não chegou a sair do supermercado com a comida, uma vez que um cliente, apercebendo-se do furto, avisou um segurança que o intercetou. Levado à justiça, conta o Corriere della Sera, o sem-abrigo foi condenado em primeira instância a seis meses de prisão e a pagar uma multa de 100 euros.
O julgamento aconteceu em 2015 mas houve recurso, já que o próprio procurador considerou que a pena deveria ser aligeirada e, em vez de furto, o sem-abrigo deveria ter sido condenado por tentativa de roubo: Ostriakov não chegou a sair do supermercado com a comida roubada e na caixa pagou até um pacote de gressinos, palitos de pão torrado, antes de ser interpelado pelo segurança que descobriu a restante comida roubada.
A sentença do sem-abrigo acabou por chegar à Corte Suprema di Cassazione, o equivalente ao Supremo Tribunal de Itália, tendo os juízes decidido agora que Ostriakov não tem de cumprir qualquer pena. O tribunal, que revê a aplicação da lei e não os factos do caso, considerou que a sentença deveria ser anulada uma vez que "as condições do arguido e as circunstâncias em que aconteceu a apropriação dos bens demonstram que ele se apoderou daquela pequena quantidade de comida para fazer frente a uma imediata e imprescindível exigência de se alimentar, agindo portanto em estado de necessidade". Ou seja, roubar para comer "não constitui um crime", concluiu o tribunal.


Fonte: JL/Diário de Notícias

Plebiscito ganha força sobre novas eleições no Brasil

Presidente Dilma Rousseff deve apoiar um projeto de decreto legislativo para a realização de um plebiscito que daria à população o direito de decidir sobre a continuação ou não de seu governo e do vice-presidente, Michel Temer, e convocação de nova eleição presidencial

A
presidente Dilma Rousseff deve apoiar um projeto de decreto legislativo para a realização de um plebiscito que daria à população o direito de decidir sobre a continuação ou não de seu governo e do vice-presidente, Michel Temer, e convocação de nova eleição presidencial. É o que afirma a manchete do Valor desta terça-feira.
A poucos dias da votação no Senado do seu processo de impeachment, que pode afastá-la por 180 dias enquanto monta sua defesa, Dilma também estaria disposta a apoiar uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) para a escolha de um novo presidente em outubro. Ela não pretende, no entanto, liderar a iniciativa.
O tema foi apresentado por um grupo de senadores, incluindo os petistas Paulo Paim e Gleisi Hoffmann, e conta com o apoio de ministros como Jaques Wagner, da Casa Civil, mas encontra resistência dos movimentos sociais. Para representantes da Frente Brasil Popular, as novas eleições enfraquecem o discurso do golpe.
Com o plebiscito, Dilma acredita que pode obter o apoio da população, alegando que o eventual governo de Michel Temer seria ilegítimo, e o melhor caminho seriam os brasileiros escolherem, nas urnas, um novo presidente. O ex-presidente Lula pode tratar do assunte esta semana, em Brasília, com os senadores.



Fonte: JL/247

Em meio aos bombardeios, médicos se arriscam na Síria para salvar vidas

As imagens do perigoso trabalho dos médicos em meio aos bombardeios rendeu o prêmio Robert Capa Gold Medal para o fotógrafo Bassam Khabieh

N
a semana passada, um hospital em Alepo foi bombardeado por aviões do ditador sírio Bashar al Assad ou de seu aliado, o russo Vladimir Putin. Quase três dezenas de pessoas morreram, inclusive pacientes e médicos. Um deles, Dr Muhammad Waseem Maaz, era o único pediatra no hospital. Este vídeo mostra o Dr. Maaz andando pelo corredor momentos antes da explosão da bomba. O episódio escancarou as condições duríssimas em que os profissionais de saúde atuam na Síria. Situações como essa, do bombardeio, refletem um risco diário que nem sempre vem a público.
O fotógrafo sírio Bassam Khabieh, da agência Reuters, é um dos poucos jornalistas que vem retratando consistentemente essa realidade. Na semana passada, seu trabalho foi reconhecido com a Medalha de Ouro Robert Capa, o maior prêmio de fotografia de guerra do mundo, que é concedido pelo Overseas Press Club à “melhor reportagem fotográfica que exigiu coragem excepcional” de seu autor.
A reportagem premiada é entitulada “Hospital de campanha em Damasco” (originalmente “Hospital de campanha em Douma”) e mostra cenas de horror dentro da clínica, principalmente logo após um ataque aéreo em 13 de dezembro de 2015. Khabieh também documentou o drama de um bebê que teve de ser tirado prematuramente, aos 8 meses, da barriga da mãe, que morreu após ser ferida com estilhaços em um bombardeio. O bebê sobreviveu em uma incubadora, mas esteve ameaçado por bombardeios posteriores contra o centro de emergência. Enquanto as bombas caíam, conta Khabieh neste depoimento com fotos para o site da Reuters, “o pai do bebê chorava amargamente, dizendo que ele temia pelo futuro da criança recém-nascida”.
Com observa Khabieh, é incrível como os médicos conseguem trabalhar nessas condições tão difíceis, em que, se não bastasse a falta de material, de equipamentos e de mão-de-obra, eles ainda têm de se preocupar em evacuar pacientes durante possíveis bombardeios. Nesta outra reportagem, com fotos igualmente espantosas, Khabieh mostra como a alegria de crianças diante da chegada de um comboio com remédios e comida do Crescente Vermelho (o equivalente à Cruz Vermelha nos países muçulmanos) se transforma em desespero quando os carros de ajuda humanitária são bombardeados.
Só mesmo a coragem de abnegados é capaz de garantir que a população civil da Síria tenha algum tipo de assistência médica em meio à guerra.




Fonte: JL/Veja

Bispo da Igreja Universal é cotado para ser ministro da Ciência e Tecnologia de Temer

No governo Dilma, o PRB comandou o Ministério do Esporte até as vésperas da aprovação do impeachment na Câmara. O titular da pasta nessa fase era o pastor George Hilton

O
bispo licenciado da Igreja Universal Marcos Pereira é um dos fortes candidatos para chefiar o Ministério da Ciência e Tecnologia em um eventual governo do vice-presidente Michel Temer. Presidente nacional do PRB, o religioso já se reuniu com Temer no Palácio do Jaburu. A pasta foi oferecida ao partido esta semana, depois que as tentativas de uma negociação em cima da Agricultura e da Secretaria Especial de Portos frustraram.
Vale ressaltar que em 2012, por iniciativa do vereador Alfredo Santana (PRB), Marcos Pereira recebeu o título de Cidadão do Recife. O parlamentar justificou a iniciativa argumentando que o homenageado nunca se deteve diante das dificuldades da vida. “Filho de uma empregada doméstica e do patrão, foi entregue pela mãe para adoção. Ele acabou sendo criado pela avó materna adotiva. Aos 31 anos já era vice-presidente da TV Record e aos 40 é o presidente do PRB. Uma trajetória que não deixa dúvidas”, disse o vereador na época.
Pereira publicou em sua página na internet uma mensagem em que diz que seu partido “saiu da base de apoio do governo Dilma Rousseff e deixou o Ministério do Esporte em pleno ano de realização das Olimpíadas por entender que houve crime de responsabilidade e pela dificuldade de diálogo que a presidente e seus auxiliares mais próximos sempre impuseram aos aliados”.
No governo Dilma, o PRB comandou o Ministério do Esporte até as vésperas da aprovação do impeachment na Câmara. O titular da pasta nessa fase era o pastor George Hilton.
“Nossa esperança é a de que o novo governo [Temer] não cometa os mesmos erros deste que está prestes a se encerrar. Temos conosco a expectativa de, juntos, deixarmos um legado para o futuro. O Brasil pode contar com o PRB”, encerrou, ainda, na rede social.
Segundo a Folha de S. Paulo, as conversas com o PRB ocorrem em meio à tentativa de Temer de equacionar as demandas de partidos que lhe darão sustentação no Congresso e a ideia de reduzir o número de ministérios (hoje em 32), caso assuma o Planalto.



Fonte: JL/Jamildo Melo

segunda-feira, 2 de maio de 2016

CRM flagra falso médico dando plantão em hospital público do Piauí

Caso foi descoberto durante fiscalização em 20 unidades de saúde no estado.
Fiscais do CRM registraram ocorrência contra o falso profissional.

Fiscais do Conselho Regional de Medicina do Piauí (CRM) denunciaram à polícia um falso médico atuando como plantonista no hospital municipal de Porto, a 158 km de Teresina. O caso foi descoberto durante fiscalização finalizada no domingo (1º), em 20 unidades de saúde no Norte do Piauí.

Na operação, os fiscais verificaram se o profissional tinha cadastro de médico e descobriram que o registro utilizado por ele pertencia a outra pessoa. O Conselho ainda entrou em contato por telefone com o suspeito, que ao ser informado da fiscalização desligou a ligação.
Emanuel Fortes, presidente do Conselho Regional
de Medicina do Piauí (Foto: Reprodução/TV Clube)

Segundo o presidente do CRM-PI, Emmanuel Fontes, a administração do hospital não apresentou a ficha contratual do médico e nem soube explicar se conferiu a veracidade das informações do profissional. Diante da situação, os fiscais registraram um boletim de ocorrência sobre o fato e o Conselho enviou ofício para o departamento da Polícia Federal do Piauí e para o Ministério Público, para que eles investiguem o caso.

"O falso médico foi denunciado por exercício ilegal da profissão, que também se configura como o de falsidade ideológica, uma vez que o suspeito utilizou o registro de um outro médico devidamente registrado no CRM", falou.

Mais irregularidades
Ainda no hospital de Porto, a fiscalização identificou outras irregularidades como falta de escala de médicos e ausência de ambulância para transferência de pacientes. Outro problema constatado é a falta dos equipamentos de Reanimação Cardiopulmonar (RCP) nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Unidades Mistas de Saúde (UMS) nas cidades de Cabeceiras, São João do Arraial,Matias Olímpio, Joca Marques, Madeiro, Morro do Chapéu, Caxingó, Caraúbas do Piauí eBrasileira.
Conselho Regional de Medicina fiscalizou 20 hospitais no Norte do Piauí (Foto: Divulgação/CRM)

Em Campo Largo do Piauí, a UBS encontrava-se fechada, sem nenhum funcionário trabalhando por volta das 16h30. Na cidade de Barras, o hospital foi recentemente reformado, mesmo assim as tomadas de energia estão fora dos padrões para os adaptadores e medicamento com prazo de validade vencido na urgência.

O presidente do CRM-PI, Emmanuel Fontes, avaliou que a maioria das UBS e UMS estão em bom estado de funcionamento, com estrutura física adequadas, com leitos de enfermaria e outros setores em bom estado de conservação e limpeza. Porém, uma falha em sua grande maioria foi a falta de equipamentos de urgência à disposição, como desfibrilador, cânulas e laringoscópio.

"Essas unidades de saúde precisam ter essa sequência completa de equipamentos de reanimação para que venham funcionar corretamente, isso não significa que necessitem das demais complexidades para salvar a vida de um paciente grave. Já os equipamentos de urgência são uma norma de prevenção e para garantir que se salve a vida de uma pessoa nos minutos iniciais até que a equipe médica acione uma ambulância para remoção do paciente fora de risco de morte para um hospital de referência da região”, explicou Emmanuel Fontes.

Em dois dias, Piauí vacina mais de 145 mil pessoas contra a Influenza H1N1

Na capital 37.666 foram imunizados contra a doença que já matou 9 no PI.
Campanha em todo o estado acontece nos postos até o dia 20 de maio.

Do G1 PI
Idosos estão entre os grupos prioritários a serem vacinados (Foto: Divulgação/Prefeitura de Teresina)

Em apenas dois dias de campanha, o Piauí já vacinou mas de 145 mil pessoas contra a Influenza H1N1, uma cobertura vacinal de 22,50%. Os dados são do Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI) atualizados na manhã desta segunda-feira (2).

No Piauí, a campanha começou no sábado (30) com o 'Dia D', dia de mobilização nacional. Mas com a chegada da temporada de gripe antes do esperado, o Ministério da Saúde liberou estados e municípios a antecipar a campanha assim que recebessem os lotes de vacina.

Em Teresina, as vacinações começaram no dia 26 de abril, e em uma semana de campanha 37.666 foram imunizadas contra a doença, o que corresponde a 24,72% do público prioritário a ser vacinado.

Com os dados, o Piauí é o sétimo colocado entre os estados do Nordeste em cobertura vacinal. Segundo a coordenadora de imunizações da Secretaria de Saúde do Piauí (Sesapi), Kássia Barros, a campanha segue dentro do esperado.

"O número pode parecer baixo, mas o Piauí segue bem na campanha. Muitos dados ainda não foram contabilizados por conta do problema de internet que alguns municípios enfrentam. Mas esses dados estão sendo atualizados. Logo, esse número deve subir", avaliou.

A imunização é voltada para os grupos prioritários: crianças de seis meses a menores de 5 anos, gestantes e puérperas (mulheres até 45 dias após o parto), pessoas com mais de 60 anos, trabalhadores da saúde, funcionários do sistema prisional, população privada de liberdade, bem como doentes crônicos com recomendação médica, pessoas com problemas respiratórios, cardíacos, com baixa imunidade, dentre outros.

Casos no estado
Até o dia 25 de abril, a Secretaria de Estado da Saúde do Piauí havia notificado 54 casos suspeitos da Influenza A H1N1, sendo que 47 deles de pacientes residente Piauí e os demais provenientes do Maranhão. Os dados mostram ainda que já foram registrados nove óbitos.

Sintomas e tratamento
A gripe - tanto a H1N1 quanto a H3N2 ou a Influenza B - tem como sintomas febre alta e súbita, tosse, dor de garganta, dor no corpo, dor nas articulações e dor de cabeça. No caso do H1N1, um sintoma que chama a atenção é a falta de ar e o cansaço excessivo.

É importante distinguir a gripe do resfriado comum, que é muito mais leve, com sintomas menos graves como coriza, mal estar, dor de cabeça e febre baixa.

O tratamento deve envolver boa hidratação, repouso e uso do antiviral específico, prescrito pelo médico. Um deles é o Oseltamivir (mais conhecido pela marca Tamiflu), distribuído pela rede pública para hospitais e unidades básicas de saúde.

Trata-se de um antiviral específico contra o vírus Influenza, indicado para pessoas com maior risco de desenvolver complicações. É importante que o paciente consiga tomar a medicação nas primeiras 48 horas do início dos sintomas, para que a eficácia seja maior. O tratamento também pode envolver o uso de analgésicos para aliviar os sintomas.

Eleitores dormem na rua para tirar título em São Raimundo Nonato no PI

Filas gigantescas se formam nos arredores do Cartório Eleitoral da cidade.
Cidadãos chegam de vários municípios da região em busca de atendimento.

Do G1 PI
Pessoas levam colchões para pernoitar em frente ao Cartório (Foto: Juliano Arão/Arquivo Pessoal)

Eleitores de municípios da região de São Raimundo Nonato, a 530 km de Teresina, estão sendo obrigados a dormir na rua para garantir o atendimento no Cartório Eleitoral da cidade. O último prazo de expedição do título de eleitor para adolescentes de 16 e 17 anos, mudança de domicílio e regularização do documento termina na próxima quarta-feira (4) e as filas gigantescas se formam no entorno do cartório.

Há vários dias, quem passa pelas ruas próximas ao Cartório de São Raimundo Nonato se depara com o sofrimento das pessoas que tentam a expedição do documento. Muitos levam colchões e cobertores e passam a noite na calçada da rua para tentar conseguir uma senha e serem atendidos. Mesmo assim, alguns voltam para as cidades onde moram sem o procedimento realizado.


É o caso do jovem Mateus Gomes de Oliveira, 16 anos. Ele saiu da zona rural de Dom Inocêncio, a cidade da região que fica mais distante de São Raimundo, cerca de 100 km. Em entrevista ao G1, o adolescente, que tenta exercer o direito ao voto pela primeira vez em 2016, disse que saiu de casa na madrugada do domingo (1º) e dormiu na calçada para tentar a expedição do título nesta segunda-feira (2).

“Já é a terceira vez que eu venho lá de Dom Inocêncio e não consigo ser atendido aqui no Cartório. O jeito é trazer colchão e coberta e passar a noite aqui para guardar um lugar na fila. Cheguei em São Raimundo ontem bem cedo da manhã e até agora estou aqui sem atendimento e não tem nem previsão se vou conseguir hoje”, relatou.

O descaso com os eleitores da região de São Raimundo Nonato se arrasta desde 2015. Em setembro, o G1 mostrou a situação e contou o drama dos cidadãos que buscavam atendimento para fazer o cadastramento biométrico. Na época, eleitores relataram à reportagem que algumas pessoas chegaram a desmaiar na fila. Passados oito meses, a situação apenas se agravou.
Longas filas se formam há cerca de um mês no cartório (Foto: Juliano Arão/Arquivo Pessoal)

O Cartório Eleitoral de São Raimundo Nonato concentra o atendimento a todos os eleitores da 13ª e da 95ª Zona Eleitoral, funcionando em regime de central para 11 cidades da região. Ao todo, são mais de 70 mil atendidos nas duas zonas eleitorais e centenas de jovens que buscam o alistamento eleitoral pela primeira vez.

Procurado pela reportagem, o chefe de cartório da 95ª Zona, Simão Uchôa, admitiu a realidade das filas, mas culpou os próprios eleitores pela situação. Segundo ele, ano passado houve um mutirão com mais de 30 funcionários para atender a demanda do recadastramento biométrico, mas muitos eleitores não compareceram para fazer o procedimento e agora tentam regularizar o título.

“Os próprios eleitores se colocaram nessa situação. É coisa do brasileiro, que sempre deixa para a última hora. Sem contar que muitos vêm sem a documentação correta. Mas mesmo sendo culpa deles estamos fazendo o possível para mudar essa situação. O problema é que muitos fazem agendamento e não vem do dia agendado”, falou.

Ainda conforme o chefe do cartório, as filas devem aumentar ainda mais até a quarta-feira, quando acaba o prazo para alistamento e regularização. Para esta segunda-feira são 313 agendamentos, outros 319 para a terça-feira e mais 244 para a quarta-feira. Simão acredita que muitos irão faltar mais uma vez e por isso as senhas dos que faltarem serão distribuídas para os que aguardam sem agendamento na fila.

“O agendamento foi feito para facilitar a vida do eleitor, mas novamente o eleitor complica a própria vida. Então vamos entregar senhas dos que faltarem e repassar para esses que estão na fila. Antes nós atendíamos sem limite de senhas, mas foi ficando muito cheio e tivemos que limitar”, concluiu.

Cunha Lima é chamado de 'golpista' e 'ficha suja' no avião

Senador Cássio Cunha Lima (PSDB) foi hostilizado dentro de um avião, em seu retorno à Paraíba, na última sexta-feira; passageiros dentro e fora da aeronave, gritavam: “golpista”, “fora, Cunha” e “você é um golpista, não representa a Paraíba”, “ficha suja” entre outras

 
 
 
O
senador Cássio Cunha Lima (PSDB) foi hostilizado dentro de um avião, em seu retorno à Paraíba, na última sexta-feira.
 
Os passageiros dentro e fora da aeronave, gritavam: “golpista”, “fora, Cunha” e “você é um golpista, não representa a Paraíba”, “ficha suja” entre outras.


Fonte: JL/247

sábado, 30 de abril de 2016

Duas pessoas morrem em acidente com cinco veículos na Av. Maranhão

Vítimas estavam paradas em sinal quando foram colhidas por micro-ônibus.
Motorista que teria provocado o acidente fugiu do local.

Pedro SantiagoDo G1 PI
Acidente deixou duas pessoas mortas em Teresina (Foto: Renan Nunes/TV Clube)

O fim de semana começou violento nas ruas Teresina. Na manhã deste sábado (30), duas pessoas morreram em um acidente que envolveu quatro veículos: um micro-ônibus, um ônibus, um carro de passeio e duas motos. Segundo informações da Companhia Independente de Policiamento de Trânsito (CIPTRAN), as vítimas estavam no cruzamento das avenidas Maranhão com José de Santos e Silva, Centro da capital, quando foram colhidas por um dos coletivos.

“Por volta da das 8h30 deste sábado esse casal estava parado atrás de um ônibus, esperando o semáforo abrir, quando o micro-ônibus desgovernado bateu atrás da moto, imprensando as vítimas contra o veículo da frente. Eles morreram na hora. Com o impacto, coletivo da frente bateu ainda em outra moto e um carro de passeio”, disse o tenente Vilson Pereira, do CIPTRAN.

O acidente aconteceu em frente a Praça da Costa e Silva, no sentido Norte-Sul, e provocou um grande congestionamento no dois sentidos da Avenida Maranhão. O motorista do micro-ônibus que teria provocado a colisão fugiu do local. Tanto a Polícia Civil quando o CIPTRAN realizaram perícia no local para definir as ciscunstâncias da colisão.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...