quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Polícia Civil cumpre mandado e prende ex-presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Cocal

   Policiais Civis coordenados pela Delegada Daniella Dinali, em cumprimento a um mandado de prisão expedido pelo Juiz Dr. Carlos Augusto Arantes Júnior, efetuaram por volta das 13h30min desta quinta-feira (25/08), a prisão do ex-presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Cocal, José Maria Siqueira, o "Zé Tijoba", de 61 anos. Ele é acusado de ser o mandante de uma tentativa de homicídio praticada contra o sindicalista Raimundo Nonato Cardoso Fontenele, conhecido popularmente como Nonatinho da Biridibinha; fato ocorrido no dia 21 de janeiro de 2013  
Consta nos autos que no dia 21 de janeiro de 2013, por volta das 07:00 horas, Nonatinho saiu de sua casa situada na localidade Biridibinha, zona rural de Cocal, para a sede do município em uma moto Honda pop 100, de cor vermelha. Em meio ao trajeto, na altura do povoado Vidéu, ele foi abordado por dois homens que estavam em uma caminhonete modelo D-20, de cor vinho, parada no acostamento e com o capô levantado. Um deles ordenou: "Me dê a moto e entre no mato correndo". Ao acatar a ordem, um dos criminosos efetuou um disparo de arma de fogo nas costas da vítima atingindo-lhe a sua mochila que continha um notebook e papéis, o que acabou salvando a sua vida.
Na época do fato criminoso, Nonatinho era candidato ao cargo de presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais em oposição ao acusado Zé Tijoba, que ocupava o referido posto. Como Nonatinho não possuía inimigos, as autoridades levantaram a hipótese que a motivação do crime seria a disputa eleitoral sindical, já que outras pessoas passaram pelo local do ocorrido e não foram abordadas pela dupla, que agiu mediante emboscada e recurso que dificultou a defesa da vítima, que após sofrer o disparo não teve sua moto roubada.
Consta nos autos da denúncia do Ministério Público que Zé Tijoba contratou por R$ 5.000,00 (cinco mil reais), um homem identificado como Domingos Gonçalves Pereira, conhecido como "Domingo Vein", e um comparsa de identidade não revelada, para matarem Nonatinho e assim eliminar o adversário nas eleições do Sindicato de Cocal. Domingo Vein foi preso no dia 05 de setembro de 2014, pelo crime de pedofilia praticado nas cidades de Caxingó e Buriti dos Lopes.
   Zé Tijoba encontra-se recolhido na Delegacia de Polícia Civil de Cocal e posteriormente será encaminhado para a Penitenciaria Mista de Parnaíba, onde ficará recolhido a disposição da justiça.

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

PROCESSO POLÍTICO - Tire suas dúvidas sobre as eleições municipais de 2016

Saiba o que a lei permite - ou veta - no dia da votação. E confira documentos necessários para votar
 
Ainda posso tirar meu título de eleitor?Não. O prazo para se inscrever na Justiça Eleitoral acabou em 4 de maio (150 dias antes das eleições). Quem não tirou o título de eleitor não pode votar no pleito de 2016.
• • •
Preciso levar o título de eleitor no dia das eleições?Não. É possível votar levando um documento oficial com foto.
• • •
Para quem o voto é obrigatório?O voto é obrigatório para os cidadãos brasileiros alfabetizados maiores de 18 e menores de 70 anos. O voto é facultativo para quem tem 16 e 17 anos, para os maiores de 70 anos e para as pessoas analfabetas.
• • •
Como posso justificar minha ausência no dia da votação?O eleitor é obrigado a justificar sua ausência quando estiver fora de seu domicílio eleitoral no dia das eleições. Para fazê-lo, é preciso ir até qualquer sessão eleitoral e apresentar o formulário da Justiça Eleitoral preenchido. O formulário estará disponível na internet ou no próprio local de votação. Com o documento preenchido, o eleitor deve entregá-lo, juntamente com o título eleitoral e um documento oficial com foto, a um mesário, em qualquer cartório eleitoral ou em um posto de atendimento ao eleitor em um prazo máximo de 60 dias. A justificativa é válida somente para o turno ao qual o eleitor não compareceu. Assim, se você faltar no primeiro e no segundo turnos da eleição, terá de fazer uma justificativa para cada um deles, separadamente, obedecendo aos respectivos prazos.
• • •
O que acontece se eu não justificar?Caso não justifique sua ausência nas urnas ou se a sua justificativa não for aceita pelo juiz eleitoral, você deve pagar multa de 3,51 reais.
• • •
Não votei na última eleição. Posso votar nessa?Sim. O título de eleitor só é cancelado quando o eleitor não votou nem justificou ausência por três eleições seguidas (cada turno é contado como uma eleição diferente).
• • •
Se eu não votar no primeiro turno, posso votar no segundo?Sim. Cada turno é considerado uma eleição independente.
• • •
Posso levar cola para votar?Sim. É permitido levar os números dos candidatos anotados.
Fonte: JL/Veja

MUNDO Forte terremoto provoca destruição e deixa ao menos 73 mortos na Itália

Um terremoto devastador destruiu uma série de cidades montanhosas no centro da Itália nesta quarta-feira, deixando pelo menos 73 mortos, além de moradores presos sob pilhas de escombros e milhares de pessoas desabrigadas; tremor ocorreu nas primeiras horas da manhã, quando a maioria dos moradores dormia, derrubando casas e destruindo ruas a cerca de 140 quilômetros a leste de Roma
 

Um terremoto devastador destruiu uma série de cidades montanhosas no centro da Itália nesta quarta-feira, deixando pelo menos 73 mortos, além de moradores presos sob pilhas de escombros e milhares de pessoas desabrigadas.
O tremor ocorreu nas primeiras horas da manhã, quando a maioria dos moradores dormia, derrubando casas e destruindo ruas em um conjunto de pequenas cidades italianas cerca de 140 quilômetros a leste de Roma.
Uma família de quatro pessoas, incluindo dois meninos de 8 meses e 9 anos, foi soterrada quando sua casa desmoronou em Accumoli.
Enquanto os socorristas levavam o corpo da criança de colo, cuidadosamente coberta sob uma manta, sua avó culpava Deus aos prantos: "Ele levou todos de uma vez".
O Exército foi mobilizado para ajudar com equipamentos pesados especiais e o Tesouro italiano liberou 235 milhões de euros de fundos emergenciais. No Vaticano, o papa Francisco cancelou parte de sua audiência-geral para rezar pelas vítimas.
Fotos aéreas mostraram áreas inteiras de Amatrice, que no ano passado foi eleita uma das cidades históricas mais belas da Itália, arrasada pelo tremor de magnitude 6,2.
"São todas pessoas jovens aqui, estamos nas férias, era para o festival da cidade ser realizado depois de amanhã, então muitas pessoas vieram por causa disso", disse Giancarlo, morador da localidade, sentando na rua só de cuecas.
O terremoto aconteceu em pleno verão local, quando a área, que normalmente é pouco povoada, recebe grande quantidade de turistas.
O prefeito de Accumoli, Stefano Petrucci, disse que cerca de 2.500 pessoas perderam suas casas na cidade, composta de 17 aldeias.
Moradores que perceberam gemidos abafados por toneladas de tijolos e concreto reviraram os destroços com as próprias mãos antes de os serviços de emergência chegarem com equipamentos de remoção de terra e cães farejadores. Rachaduras enormes pareciam feridas abertas nos edifícios ainda de pé.
O Departamento de Defesa Civil informou que alguns sobreviventes serão levados para outros locais do centro do país, e outros ficarão abrigados em tendas que estão sendo enviadas para a área.
O primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, disse que irá visitar a região do desastre ainda nesta quarta-feira: "Ninguém será deixado sozinho, nenhuma família, nenhuma comunidade, nenhum bairro. Precisamos colocar mãos à obra... para restabelecer a esperança nesta área que foi atingida com tanta dureza", afirmou em um breve discurso na televisão.
A porta-voz do Departamento de Defesa Civil, Immacolata Postiglione, disse que há mortos em Amatrice, Accumoli e outros vilarejos, como Pescara del Tronto e Arquata del Tronto. O departamento colocou o saldo de mortos em 73 pessoas.
O sismo causou danos em três regiões, Umbria, Lazio e Marche, e foi sentido até na distante Nápoles, cidade portuária no sul italiano.

Senadora Regina Sousa denuncia corte do Bolsa Família no Piauí

A senadora Regina Sousa (PT-Pl) reafirmou que governo do interino Michel Temer (PMDB) tem atacado como pode os programas sociais e os direitos dos trabalhadores
A senadora Regina Sousa (PT/Pl) reafirmou nesta quarta-feira (24) que governo do interino Michel Temer (PMDB) tem atacado como pode os programas sociais e os direitos dos trabalhadores.

Segundo ela, no município de Monsenhor Gil, no interior do Piauí, por exemplo, o governo teria cortado o Bolsa Família de pessoas ligadas a entidades que organizam os trabalhadores rurais. Pelo menos 60 famílias estão sendo prejudicadas.

De acordo com a senadora, esses cortes estão ocorrendo em tudo o país sem o menor cuidado com quem está sendo atingido. "É uma truculência, um desrespeito total aos pobres", ressalta a Regina Sousa.

Conforme a senadora petista, a alegação do governo do corte seria para enxugar o programa, tirando de pessoas que não precisam. "Pura balela", diz ela.

"Eles disseram que estavam cortando o Bolsa Família de empresários, pessoas que têm CNPJ (inscritas no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica). Mas isso não é verdade. Não tiveram a responsabilidade de consultar e saber que dirigentes de associações de moradores, sindicatos rurais e outras organizações de trabalhares tem CNPJ porque são obrigados, mas são pessoas pobres e que precisam do programa para sobreviver" explica Regina.

Para Regina Sousa, esses ataques aos pobres e aos programas sociais são a conta que Temer está pagando pelo afastamento definitivo da presidente Dilma Royssef

TRAIÇÃO E DESASTRE

A senadora acusa Temer de ser golpista e traidor. "Ele não traiu apenas a presidente, o PT e o governo. Traiu o país e seu povo, notadamente os trabalhadores e grande parte da classe média que foi às ruas gritar fora Dilma", afirma Regina Sousa.

A senadora piauiense considera o governo interino de Temer um grande desastre. Segundo ela, se ele continuar vai levar o Brasil ao fundo do poço.

"Em dois meses aumentou a dívida, diminuiu a arrecadação, cortou investimentos em programas sociais; a inflação subiu e o Palácio do Jaburu virou um balcão de negócios para garantir o impeachment da presidente Dilma", garante a senadora.

SEM MORAL Para Regina Sousa, o governo Temer não tem legitimidade e credibilidade. "Estamos vendo um governo sem moral no Brasil e no mundo. Muitos ministros e auxiliares de Temer estão sendo denunciados ou sendo investigados por operações como a Lava Jato.
A senadora lembrou das Olimpíadas como legado de Lula e Dilma e como demonstração de recusa a Temer.

"As Olimpíadas mostraram isso ao mundo. O Temer se escondeu das vaias e os chefes de Estado não o reconheceram. Temer sequer foi citado nos discursos. A única vez em que falou por pouco mais de cinco segundos levou a maior vaia já registada por TVs do mundo inteiro. Isso deixa claro que nem o Brasil e nem o resto do mundo aceita o golpe contra o governo legitimamente eleito", conclui Regina Sousa.
Fonte: JL/PiauíHoje

Piauí Seduc lança programa que pagará aluno por concluir ensino médio

 Alunos recebem prêmio Poupança Jovem Piauí no palácio de karnak





  • O Governo do Piauí, por meio da Secretaria de Educação (Seduc), lançou nesta quarta-feira (24), o programa Poupança Jovem que vai beneficiar 18.500 alunos até o ano de 2019 em todo o Estado. A solenidade aconteceu no Palácio de Karnak e contou com a presença do governador, Wellington Dias, da secretária de Educação, a deputada federal Rejane Dias, entre outras autoridades.

    A medida visa ofertar uma bolsa de R$ 1.500 para cada aluno que concluir o ensino médio da rede pública estadual. A primeiro momento, receberão o benefício estudantes de 59 escolas de 44 municípios piauienses com os piores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH).

    Segundo Rejane Dias, o objetivo do programa é reduzir a evasão e reprovação de alunos da rede pública estadual. “O problema de abandono escolar é nacional, mas os piores indicativos estão no Piauí, Maranhão e Alagoas. Nosso foco é justamente o Ensino Médio porque é onde apresenta os piores resultados”, afirmou. Atualmente, a taxa de abandono escolar nas escolas públicas do ensino médio no Piauí é de 16,9%.

    Wellington Dias ressalta que até 2019, devem ser alcançadas um total de 77 cidades. “Podem me perguntar, governador mais uma bolsa? Copiamos esse modelo nacional pois as bolsas são os programas que mais vem tirando pessoas da miséria no país. Estamos dispostos a pagar para que o aluno permaneça dentro da sala de aula e quero parabenizar a Seduc pela iniciativa”, destacou.
    Serão investidos 19 milhões de reais, provenientes de empréstimo com o Banco Mundial e operacionalização por convênio com o Banco do Brasil. 

    Como vai funcionar

    Ao concluir o primeiro ano do ensino médio, o aluno vai receber R$ 400, referente à primeira parcela. A segunda será disponibilizada no segundo ano no valor de R$ 500 e a terceira de R$ 600, no último ano. Para receber a bolsa, o estudante deverá ser aprovado.
    "Estamos dispostos a pagar para que o aluno permaneça dentro da sala de aula", diz Wellington Dias.

    Juízes e promotores defendem fim do foro privilegiado para autoridades

    Para o presidente da Associação dos Juízes Federais (Ajufe), Roberto Carvalho Veloso, o foro acabou virando uma espécie de instrumento para a impunidade
     
    Representantes de associações de juízes, promotores e procuradores defenderam hoje (23) o fim da prerrogativa de foro privilegiado para autoridades, durante audiência pública na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados. O colegiado analisa 11 propostas de emenda à Constituição (PEC's) que tratam da questão. O foro é garantido a determinadas autoridades pela necessidade, segundo o entendimento da lei, de proteção do exercício de determinada função ou mandato, que depende do cargo que a pessoa a ser julgada ocupa. No Brasil, entre as autoridades que têm o foro por prerrogativa de função, estão o presidente da República, os ministros (civis e militares), todos os parlamentares, prefeitos, integrantes do Poder Judiciário, do Tribunal de Contas da União (TCU) e todos os membros do Ministério Público. A medida é alvo de crítica de muitos juristas.
    Para o presidente da Associação dos Juízes Federais (Ajufe), Roberto Carvalho Veloso, o foro acabou virando uma espécie de instrumento para a impunidade, porque os julgamentos acabam demorando e os crimes terminam por prescrever ao longo do processo.
    Segundo Veloso, a quantidade de processos acaba sobrecarregando as cortes superiores. Durante a audiência, ele citou dados levantados pela Ajufe que mostram que no Supremo Tribunal Federal (STF) há 369 inquéritos em tramitação, sendo 102 ações penais. Um levantamento mostrou que são necessários 617 dias para o recebimento de uma denúncia pelo tribunal. "Apesar das inovações do STF, julgar autoridades não é a vocação de um tribunal constitucional, e reverter essa demanda pode resultar em punição mais efetiva", disse.
    A mesma opinião foi expressa pelo presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), João Ricardo dos Santos Costa, para quem os processos de pessoas com foro especial acabam levando muito mais tempo para entrar em julgamento.
    O magistrado defendeu a instrução e o julgamento para crimes comuns em primeira instância e mostrou que um levantamento da AMB aponta que a média de tempo para julgamentos do STF é de 1396 dias. “Esse tempo todo acaba dando a sensação de impunidade”, disse. Segundo Santos Costa, a instrução na primeira instância dá maior agilidade ao processo. "Depois há recursos para tribunais superiores, mas a instrução é um momento muito importante desse processo e deve ser feita na primeira instância", acrescentou .
    Apesar de não ter uma posição institucional fechada sobre o tema, a presidente da Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp), Norma Angélica Reis Cardoso Cavalcanti, disse que a associação deve se reunir amanhã (24) para fechar uma posição.
    Durante a audiência, Norma também defendeu o fim do foro privilegiado e disse que há uma preocupação com a quantidade de pessoas que contam com a prerrogativa. "Nossa preocupação é que surgem cada vez mais cargos com prerrogativa, porque, nos estados, isso fica a cargo das assembleias legislativas. E, por outro lado, o poder de julgar não está sendo exercido pelos tribunais de forma adequada", afirmou.
    Já o presidente da Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), José Robalinho Cavalcanti, destacou que apesar de ser favorável ao fim do foro privilegiado de autoridades, acredita que possa haver exceções.
    Segundo Robalinho, uma revisão do dispositivo pode criar salvaguardas para determinados cargos e funções públicas como para parlamentares e o presidente da República. Como exemplo,  citou a possibilidade da Casa legislativa suspender um processo contra um de seus membros, a fim de evitar uma perseguição local. "Mas se isso for feito, deverá ser por maioria absoluta, porque é uma intervenção de um poder sobre o outro, e não ocorre a prescrição do crime durante a suspensão da ação penal", disse.
    No caso da Presidência da República, a exceção poderia ser aplicada para evitar que o governante seja julgado por crimes alheios ao exercício da função, assim como outros chefes de poder, e ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).
    Parlamentares
    Autora do requerimento para a realização da audiência, a deputada Cristiane Brasil (PTB-RJ) também é autora de uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) propondo o fim do foro privilegiado para infrações penais comuns. Para a deputada, o instrumento acaba sendo usado para favorecer a realização de práticas criminosas. “O maior desejo da sociedade brasileira é acabar com a impunidade. O que mais faz a sociedade ficar com raiva dos políticos e desta Casa é pensar que os políticos não são punidos pelos malfeitos cometidos. Então, eu acho que temos que ter direitos iguais”, disse.
    Durante a audiência, o deputado Efrain Filho (DEM-PB) disse que o número de pessoas com foro privilegiado no país gira em torno de 22 mil. Filho é o relator das propostas que propõem o fim do foro privilegiado. Para o deputado o instrumento do foro acabou tendo a sua função distorcida. “no final, ela acaba sendo um resquício aristocrático; que se transformou num instrumento de impunidade”, defendeu.
    Segundo Efrain Filho, o Congresso Nacional não fazer “papel de cego e surdo” diante das demandas tem o dever de dar uma resposta para a sociedade sobre o tema. “Talvez a pior atitude foi o que esta Câmara fez durante algum tempo, que foi engavetar o debate”, disse.
    Questionado se a proposta teria viabilidade de ser aprovada, o deputado disse acreditar que sim, e usou como exemplo a Lei da Ficha Limpa. “Acredito que o Congresso pode votar”, disse. “No caso da Ficha Limpa, esse Congresso, com apoio e cobrança da sociedade, aprovou”, acrescentou o deputado que classificou como "contrassenso" a decisão do STF de afrouxar a lei. “Realmente é de se lamentar”, disse.
    Fonte: JL/Agência Brasil

    Mulher vai ao próprio velório e assusta marido que mandou matá-la!


    "São meus olhos, ou é um fantasma?", disse o marido, desesperado.
    Um caso ocorrido na Austrália ganhou repercussão e deixou muita gente chocada. Uma mulher, identificada como Noela Rukundo, apareceu no próprio velório(acredite ou não) e assustou o marido, Balenga Kalala, que segundo informações teria encomendado a morte da mesma que, por ocasião do destino, conseguiu sobreviver.

    De acordo com informações do jornal americano "The Washington Post", tudo começou quando os dois, no ano de 2015, fizeram uma viagem para Burundi, onde foram ao velório da madrasta de Noela. Durante uma volta no hotel onde estavam hospedados, ela acabou sendo sequestrada e no cativeiro ficou sabendo que o crime havia sido encomendado pelo marido.

    Ao revelar o nome do irmão para os criminosos, Noela foi solta, já que os sequestradores conheciam ele e decidiram não matá-la. Já Balenga, que não suspeitava de a esposa ter sobrevivido, disse para amigos e familiares que a mesma havia morrido em uma acidente. Ele não esperava, porém, uma volta triunfal da amada. 

    No dia do velório, Noela apareceu de repente e deixou o companheiro horrorizado. "São meus olhos, ou é um fantasma?", disse o homem, assustado. "Surpresa, estou viva", respondeu.

    Com informações do Portal IG

    Assis Carvalho é condenado pela Justiça a perda de direitos políticos

    Justiça afirmou que houve dispensa de licitação e favorecimento a empresas.
    Advogado de Assis disse que sentença foi equivocada e que vai recorrer.

    O deputado federal do Piauí Assis Carvalho (PT) foi condenado a suspensão dos direitos políticos por cinco anos e a pagamento de multa de R$ 250 mil. A Justiça federal considerou que o parlamentar, quando era secretário de saúde do estado, cometeu crime de improbidade administrativa ao dispensar licitação por falsa emergência e ainda favorecer empresas. A sentença foi dada no dia 17 de agosto.
    16/04 - O deputado Assis Carvalho (PT/PI) discursa durante sessão de discussão do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff no plenário da Câmara, em Brasília (Foto: Nilson Bastian/Câmara dos Deputados) 
    Deputado Assis Carvalho (PT/PI)  
     
    O advogado Joaquim Almeida, que defende Assis Carvalho, afirmou que vai recorrer da decisão e que considera a sentença injusta e equivocada. Para a defesa, a medida tomada pelo deputado, enquanto desempenhava a função de secretário de saúde, foi para proteger os cofres públicos de contrato que vinha lesando o estado.
    Além de Assis Carvalho, também foram considerados culpados Jeanne Ribeiro de Sousa (a pagamento de multa de R$ 100 mil), então diretora administrativa da secretaria de saúde, e a Fundação de Apoio à Cultura e Educação (Funace) ao pagamento de multa de R$ 100 mil, além de proibição de contratar com o poder público pelo prazo de cinco anos. Jeanne e a Funace foram procurados para comentar a sentença, mas não foram encontrados.
    O Ministério Público Federal, autor da ação contra os réus, defendeu que houve dispensa de licitação por falsa emergência, contratação de empresa sem qualificação técnica e econômico-financeira e, por fim, favorecimento de empresa em contratação irregular.
    O juiz federal Adonias Ribeiro de Carvalho atendeu os argumentos do MPF de que vários atos de improbidade administrativa foram cometidos e redundaram em prejuízo para o cofre público.
    “O que se pode extrair dos autos é prática de atos de improbidade que causaram prejuízo ao erário em montante robusto, com valor auditado à época em R$ 877.182,54. Os empenhos irregulares se deram por meio de sucessivas contratações irregularidades entre a secretaria de estado do saúde, então gerida pelo réu Francisco de Assis Carvalho Gonçalves, e empresa ré Fundação de Apoio à Cultura e Educação – Funace”, escreveu o magistrado na decisão.
    Em sua defesa no processo, o deputado Assis Carvalho afirmou que os contratos entre a Funace e o governo do estado geraram economia na ordem de R$ 14.933,21, quando comparado com o contrato com a empresa anterior. A defesa afirmou ainda que o contrato em análise teve o aval da Procuradoria Geral do Estado (PGE).
    Por se tratar de sentença de 1º grau, os condenados podem recorrer da decisão.
     

    Pedro SantiagoDo G1 PI

    terça-feira, 23 de agosto de 2016

    Cocal fez 68 anos, dia 22 de agosto foi aniversário


     Fonte: Tropical Noticias
    Jornalista Raimundo Martins
     
    Cocal tem uma história e que a sua denominação é uma historia bonita de onde tudo começou devido a duas palmeiras de coco babaçu, plantadas em frente à choupana de Dona Camila Silva, hoje localizada no centro da zona urbana da cidade. Os primeiros habitantes foram Domingos Rufo, Virgílio Rufo, e os irmãos Antônio José, Cláudio José e Domingos José da Silva que, com a participação de outras pessoas, passaram a explorar a terra, principalmente, em atividades agrícolas.

    A localidade teve rápido desenvolvimento, sendo, em 1947, criados a Vila e o município de Cocal, com sede no povoado do mesmo nome. Entretanto, por falta de terras para a formação do patrimônio municipal; a vila não se instalou, resultando no retorno à condição de povoado.

    E ai então de lá para cá essa cidade tem tomado um rumo diferente, hoje é uma das cidades do Piaui com mais desenvolvimentos tem crescido muito em termo de comércios e sua população também tem crescido bastante em cada dia é chegando moradores de outras cidades para começar sua nova vida em Cocal, isso é muito bom para o município, e devemos agradecer a Deus por termos encontrado um bom gestor que até agora tem se empenhando muito pelo o desenvolvimento da cidade. 

    Dia 22 de agosto é uma data comemorativa em Cocal, e ontem pela amanhã foi o hasteamentos das bandeiras: Brasil, ex-prefeito Francisco Alves Domingues, Piauí, Secretária de Educação do município, Raimundinha Albuquerquer, Cocal, a primeira Dama do Município e Assistência Social do município, Deuzenir Portela, com execução dos hinos,  e houve outras apresentações inclusive uma banda de música de Parnaiba.
    Cocal hoje se pode ver uma cidade bem planejada desde inicio de sua implantação, com ruas largas e bem aperfeiçoadas com suas belas avenidas uma cidade maravilhosa de um povo honesto e trabalhador, que por felicidade sempre nos momentos mais difíceis aparece alguém para que não mais atrasar e sim um passo a frente e por isso que hoje muitos cocalenses tem orgulho de ser cocalense, por morar em uma cidade muito bela e limpa cheia de um povo hospitaleiro que saiba honrar suas capacidade, e nos e seguir o caminho certo para progredir o futuro de Cocal.. Parabéns Cocal
     
     
     

     
     



    segunda-feira, 22 de agosto de 2016

    Carro capota ao ser atingido por outro veículo em Teresina

    Acidente ocorreu na manhã desta segunda (22), na Rua Monsenhor Gil. Motorista de um dos automóveis teve ferimentos leves e passa bem

    U
    ma colisão que ocorreu na manhã desta segunda-feira (22) deixou o trânsito complicado na Rua Monsenhor Gil, bairro Ilhotas, em Teresina. Um veículo que trafegava no sentido Marechal Castelo Branco acabou sendo atingido por outro que, segundo a motorista, invadiu a preferencial. A mulher teve apenas ferimentos leves.
    Com a colisão, um dos carros capotou e o outro subiu a calçada mesmo com a proteção de ferros. O condutor do outro veículo não quis falar com a imprensa. Ele não sofreu ferimentos.

    O Corpo de Bombeiros chegou a ser acionado, mas no local a mulher recusou atendimento afirmando que se sentia bem.
    Por conta do ocorrido, o trânsito na região ficou complicado. Uma equipe da Superintendência de Transportes e Trânsito (Strans) esteve no local para controlar o tráfego. A perícia foi acionada e deverá apontar as circunstâncias do acidente e confirmar se houve ou não invasão de preferencial.




    Fonte: JL/G1PI

    Taxista é morto com dois tiros durante corrida na Zona Sudeste de Teresina

    Crime aconteceu após dois jovens pegarem o táxi na Zona Sul da capital. Polícia acredita que rapazes brigaram em festa e fugiram no táxi
    Um taxista de 37 anos identificado como Pedro Manoel de Oliveira Neto morreu atingido por dois tiros quando fazia uma corrida na Avenida Joaquim Nelson, Zona Sudeste de Teresina. O crime ocorreu às 1h10 desta segunda-feira (22) após ele pegar dois rapazes em uma danceteria localizada na Zona Sul da cidade.

    A vítima foi atingida com um tiro na barriga e outro na mão. De acordo com o delegado Francisco Barêtta, coordenador da Delegacia de Homicídios, após os dois rapazes entrarem o táxi foi seguido por dois homens em uma moto e um deles efetuou os disparos.

    O passageiro que estava no banco da frente foi ferido com um tiro de raspão na cabeça e outro no braço. O companheiro que ia no banco de trás não se feriu e evadiu-se do local.

    "Nossa suspeita é que o alvo era o rapaz que estava no banco da frente e que eles teriam brigado com outros rivais na danceteria e em seguida tomado o táxi para fugir do local. Já temos os nomes de dois suspeitos e esperamos efetuar a prisão em flagrante", falou o delegado.

    A polícia também procura o outro passageiro para colher mais informações sobre o crime. O jovem atingido de raspão na cabeça está internado no Hospital de Urgência de Teresina (HUT) mas não corre risco de morrer.

    Caso parecido
    Na semana passada, um caso semelhante já havia acontecido em Teresina. Dois jovens pegaram um táxi na mesma danceteria e o veículo acabou sendo seguido por dois homens numa moto. Na rotatória do bairro Tancredo Neves o carro foi atingido por disparos e um dos passageiros se feriu. Apesar das semelhanças, a polícia não acredita que os dois casos tenham relação.



    Fonte: JL/Globo

    Galeão bate recorde de passageiros e recebe jatos executivos milionários

    O Galeão também recebe, pela primeira vez, o avião A-380 da Air France, o maior avião de passageiros do mundo

    Jatos executivos parados no pátio do Galeão no período olímpico (Foto: Káthia Mello/G1)
    A
    Olimpíada no Rio também bateu recordes no ar. Durante os cerca de 30 dias das chegadas e partidas olímpicas, o Aeroporto Internacional Tom Jobim, o Galeão, viu um movimento jamais registrado na sua história.

    Além de aviões de companhias que nunca haviam pousado na cidade, o aeroporto recebeu jatos executivos milionários. Passaram pelo Rio aviões particulares como o Global Express, o Falcon e o Gulfstream, avaliados em cerca de U$ 60 milhões ou R$ 190 milhões. Os passageiros tiveram atendimento personalizado na chegada, saída e deslocamentos.
    Nesta segunda-feira (22) será o dia de circulação do maior número de passageiros desde a  inauguração do terminal aéreo: 85 mil pessoas. É movimento de volta para casa de atletas, dirigentes e turistas.
    O Galeão também recebe, pela primeira vez, o avião A-380 da Air France, o maior avião de passageiros do mundo.
    Lançado em 2005, o A-380 pode transportar entre 520 e 800 passageiros. Ele pousa pela primeira vez na pista do Galeão trazendo passageiros de Paris. Como é tradição, será batizado na pista. O avião volta à noite para Paris levando integrantes do Comitê Olímpico Francês e atletas.
    G1 teve acesso ao pátio onde ficaram estacionados os jatos executivos durante os Jogos Olímpicos. Na sexta-feira (19), havia 34 aviões parados. A maioria deles eram estrangeiros. Pelo menos dois, um do México e outro do Azerbaijão estavam lá desde 3 de agosto.
     
    Modelo Gulfstream do Azerbaijão parado no pátio do Galeão (Foto: Káthia Mello/G1)
    Interior de um jato executivo que esteve no Rio durante a Olimpíada  (Foto: Divulgação/Líder Aviação)
    Os aviões executivos atraem a atenção dos funcionários que trabalham nessa área do aeroporto. Eles descrevem detalhes, nomes e até valores dos aviões. Muitos chegam a sonhar em viajar neles e fazem planos.
    "Gostaria de voar para as Bahamas ou S.Marteen em um desses. Já chegava de sunga e mergulhando", disse um funcionário que não quis se identificar.
    A reportagem do G1 não pôde entrar nos jatos que estavam sem tripulação e nem fotografar os prefixos por causa da segurança.
    Super máquinas
    De acordo com a Riogaleão, concessionária do aeroporto e a Líder Aviação, operadora oficial da aviação executiva no Galeão, 85% dos voos executivos na Olimpíada eram internacionais.
    "Podemos dizer que recebemos 'jatões', aeronaves que fazem voos intercontinentais e que podem, por exemplo, voar direto para Nova Iorque", disse Cynthia Oliveira, diretora de atendimento aeroportuário da Líder Aviação, operadora oficial da aviação executiva no Galeão. 
    Nessas máquinas voadoras desembarcaram e embarcaram celebridades nacionais e estrangeiras, chefes de estado e atletas estrangeiros, como o tenista Novak Djokovic. O recorde aconteceu na abertura e no encerramento, com um total de 60 de aviões executivos chegando ao Rio. 
    O serviço personalizado oferecido também por operadoras nacionais socorreu alguns atletas, como contou Cynthia.
    "Recebemos um pedido de um grupo que precisava competir no dia seguinte em outro país. Eles queriam fretar um avião. Tivemos menos de um dia para organizar a viagem e enviá-los para a competição. Foi um sucesso", contou.
    A concessionária e a operadora preferiram não fazer comparações com o movimento olímpico com o que aconteceu na Copa do Mundo, em 2014.
     
    Avião com bandeira mexicana também ficou pousado no pátio do Galeão (Foto: Káthia Mello/G1)
    Avião Global Express durante um voo (Foto: Divulgação/Líder Aviação)
     
    "Os perfis dos eventos são muito diferentes. Na Copa do Mundo foram 12 cidades sedes. Recebemos todo tipo de avião, mas eram pequenos. A Copa do Mundo mexe com mais pessoas em momentos muito mais concentrados. São jogos mais específicos com duas torcidas", disse Carlos Rodriguez, gerente de operações da Riogaleão.
      
    Os custos para receber esse atendimento de primeira classe é um segredo que a operadora preferiu não revelar. "É um pacote por um conjunto de prestação de serviço que envolve limpeza, manutenção, transporte em áreas internas, algumas vezes hotel e até documentação", explicou Cynthia.
     Recorde de voos
    A concessionária que administra o aeroporto do Galeão montou uma operação especial para receber os passageiros nesta segunda-feira e evitar qualquer contratempo ou atraso.
    Serão 46 voos charters, 40 voos internacionais, mais que o dobro de um dia normal, e 500 pousos e decolagens. Os voos charters bateram recorde. Na Copa do Mundo, por exemplo, o maior registro de voos desse tipo foi de menos de 10 aviões em um único dia. "Será um dia atípico", diz Carlos Rodriguez, gerente de operações da Riogaleão.
    Segundo Rodriguez, para atender o grande fluxo de passageiros o aeroporto se preparou desde 2014. Até sexta-feira (19) ele se orgulhava de não ter tido qualquer registro nas operações do Galeão. Ele disse que o trabalho foi feito para evitar os gargalos em várias áreas do aeroporto. E revelou alguns 'jeitinhos' para evitar filas em alguns setores, como no de passaportes.  
    Painel de controle da concessionária Riogaleão  (Foto: Káthia Mello/G1)"Tive casos em que uma aeronave estava antecipado e que a gente ligava para o comandante e dizia: 'comandante, levanta o pé do acelerador porque se o senhor muito cedo vai dar errado. Poupa combustível e vem devagarzinho' ", revelou

    Rodriguez contou que um dos maiores testes do aeroporto foi entre os dias 8 e 18 de agosto, com o Santos Dumont, no Centro, ficou fechado por um período para as provas de vela na Baía de Guanabara. "Nosso funcionamento foi noite e dia", disse.
    Chegar cedo para voar
    Nesta segunda-feira, a recomendação para os passageiros 
    é chegar ao Galeão com até seis horas antes para o fazer o check-in internacional e duas horas para o nacional. Rodriguez diz que a operação foi testada para atender à "família olímpica" e aos outros passageiros.
    Voluntários da Rio 2016 também vão ajudar na organização e no fluxo das filas. Além disso, a concessionária contratou 135 pessoas adicionais. E o check-in poderá ser feito nos 174 balcões do aeroporto e também no check-in remoto, instalado na Vila dos Atletas.
    Segundo o gerente de operações, depois desse teste final será hora de comemorar. "Se Deus quiser, na quarta-feira eu espero ganhar medalha de ouro pela operação no Galeão", disse.



    Fonte: JL/Globo

    Saques do PIS/Pasep crescem 65% em todo o país, diz Tesouro Nacional


    Balanço do Tesouro Nacional mostra que - entre novembro de 2015 e julho de 2016 - período de realização da campanha de divulgação do Programa de Integração Social e Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público - PIS-Pasep - quase 885 mil beneficiários desses programas se dirigiram às agências do Banco do Brasil (BB) e da Caixa Econômica Federal e sacaram os valores de cotas disponíveis em suas contas individuais. Esse montante representa uma ampliação de 349 mil saques (ou 65%) em relação ao observado entre novembro de 2014 e julho de 2015.


    O balanço mostra, ainda, que o maior aumento foi verificado nas retiradas feitas por beneficiários com 70 anos ou mais, que passaram de 5,4 mil para mais de 258 mil. Para esse público, foram enviadas pelo BB e Caixa, respectivamente agentes administradores do Pasep e do PIS, quase 920 mil malas diretas informando sobre a existência de saldo disponível para saque nas contas individuais dos programas.

    Em 30 de junho de 2016, último fechamento de exercício do fundo, pouco mais de 4,4 milhões de cadastrados tinham direito ao saque por idade, o que representa R$ 7,9 bilhões. O valor do saldo médio por beneficiário é de R$ 2.900,00 no Pasep e R$ 1.500,00 no PIS. Segundo o Tesouro Nacional, o Estado de São Paulo concentrou o maior número de saques (284.136) no período, seguido por Minas Gerais (96.780), Rio de Janeiro (94.210), Rio Grande do Sul (74.233), Paraná (52.959) e Santa Catarina (37.010).

    Direito a saques
    O Tesouro lembra que têm direito ao saque das cotas os inscritos nos programas até 4 de outubro de 1988 que possuam saldo em suas contas individuais e que se enquadrem em um dos seguintes motivos: aposentadoria; idade igual ou superior a setenta anos; invalidez (do participante ou dependente); transferência para reserva remunerada ou reforma (no caso de militar); idoso e/ou portador de deficiência alcançado pelo Benefício da Prestação Continuada; participante ou dependente acometido por neoplasia maligna, vírus HIV ou doenças listadas na Portaria Interministerial MPAS/MS nº 2998/2001; ou morte, situação em que o saldo da conta será pago aos dependentes ou sucessores do titular.

    Para informações sobre saldo ou número de inscrição, os interessados devem procurar o Banco do Brasil, quando inscritos no Pasep, ou a Caixa Econômica Federal, que é a instituição administradora do PIS. Os documentos necessários para o saque podem ser consultados nos sites dessas instituições: http://www.caixa.gov.br/pis (ver no item "Quotas do PIS") ewww.bb.com.br/pasep (ver na aba "Quando e Como Sacar o Saldo"). Os trabalhadores que começaram a contribuir após 4 de outubro de 1988 não possuem valores de cotas para resgate. Veja a tabela dos saques por Estados.

    Sobre os Fundos

    O Fundo PIS-Pasep é resultante da unificação dos fundos constituídos com recursos do Programa de Integração Social e do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público. Essa unificação foi estabelecida por lei complementar . Depois, um decreto passou a dispor sobre o assunto .

    Desde 1988, o Fundo não conta com a arrecadação para contas individuais. Além disso, o art. 239 da Constituição Federal[http://goo.gl/wUgZP] alterou a destinação dos recursos provenientes das contribuições para o PIS e para o Pasep, que passaram a ser alocados ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), para o custeio do Programa do Seguro-Desemprego, do Abono Salarial e ao financiamento de Programas de Desenvolvimento Econômico pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, informou o Tesouro Nacional.



    Fonte: JL/Agência Brasil

    RIO 2016 FIM DAS OLIMPÍADAS RIO 2016: Brasil encantou o mundo!

    Próxima edição será em Tóquio em 2020
    Festa de encerramento dos Jogos Olímpicos Rio 2016 aconteceu neste domingo (21) no estádio do Maracanã. Com o encerramento dos Jogos Olímpicos do Rio, pira olímpica será apagada. Próxima edição será em Tóquio em 2020.

    Bandeiras de países que participaram dos Jogos enfeitam o Maracanã durante a cerimônia. Atletas de diversas nacionalidades participam do encerramento dos Jogos Olímpicos Rio 2016, no estádio do Maracanã. Fogos de artifício iluminam o Maracanã.

    Enrolada em bandeira brasileira, mulher assiste à cerimônia de encerramento da Olimpíada em telão na Candelária, no Rio. Participantes criam figura humana durante a festa de encerramento da Olimpíada, neste domingo (21), no estádio do Maracanã. Show de luzes marcam a festa de encerramento da Olimpíada. Bandeira brasileira é projetada no Maracanã durante a cerimônia de encerramento dos Jogos.











    Fonte: JL/Globo
     
    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...