domingo, 19 de outubro de 2014

Vizinhos usam cavaletes para proteger corpo após demora do IML no Piauí

Família aguarda viatura do Instituto Médico Legal há mais de seis horas.
Homem foi morto com quatro tiros por volta das 7h30 deste domingo.

Daniel Cunha Do G1 PI 
Vizinhos fazem proteção com cavaletes para o corpo (Foto: Daniel Cunha/G1) 

Um homem foi assassinado com quatro disparos de arma de fogo na manhã deste domingo (19) no povoado Árvore Verde, Zona Leste de Teresina, por volta das 7h30. A polícia, que foi acionada minutos após o crime, isolou a cena do crime para a realização da perícia, sendo que o corpo ainda aguardava recolhimento pelo Instituto Médico Legal(IML) até às 14h. Com a demora, vizinhos revoltados improvisaram uma proteção contra sol feita a partir de cavaletes de propaganda eleitoral e um lençol.

De acordo com o sargento Raimundo Oliveira, da Polícia Militar, que acompanha o caso, a polícia ainda não possui um suspeito para a autoria do assassinato do comerciante reconhecido como Carlos César de Sousa Viana, mas segundo informações de populares, o crime teria sido cometido por um motoqueiro que emboscou a vítima na rua de sua própria residência. Como os familiares ainda esperam a retirada do corpo por parte do IML, os policiais continuam no local para garantir que o cadáver não seja removido. Para o sargento, a situação é constrangedora.

“Chegamos por volta das 7h40 e isolamos o local aguardando a perícia. Infelizmente a viatura do IML nunca chegou e tivemos que ficar aqui esperando. Acho isso tudo uma grande falta de respeito com o cidadão e com a família, que além de perder um parente, tem que observar seu cadáver assim, aguardando no meio da rua à espera de uma viatura para retirar o corpo” conta o policial.

O professor Kleison Sousa, sobrinho da vítima, conta que o assassinato pode estar relacionado com uma briga na qual seu tio participou dias antes, e que por este motivo estaria sendo ameaçado de morte desde então. Segundo o familiar, a tristeza pela perda do tio se mistura com a revolta de esperar por mais de cinco horas a chegada de uma viatura para recolher o cadáver.

“É inadmissível que uma família tenha que ver o corpo de um ente querido estendido no chão dessa maneira por tanto tempo assim. Já estamos aqui esperando há mais de cinco horas e o IML nunca apareceu e nem mesmo a polícia sabe do paradeiro da viatura. Acho que se o corpo fosse de um cidadão rico, o tratamento seria diferente” lamenta o sobrinho.

A reportagem do G1 aguardou no local até o início da tarde, mas sem presenciar a chegada do veículo do Instituto Médico Legal. A demora e incerteza do horário de recolhimento do corpo forçou os vizinhos a improvisarem uma proteção feita com cavaletes de propaganda eleitoral e um lençol, a fim de resguardar o cadáver do desgaste provocado pela alta temperatura dos raios solares.

Ninguém do IML foi encontrado para comentar o caso.

Padre Marcelo Rossi comenta investigação que sofreu do Vaticano

Entre o final dos anos 90 e a década de 2000, a Congregação recebia regularmente vídeos com as participações do padre Marcelo em programas como o de Gugu Liberato no SBT e de Fausto Silva, na Globo

O padre Marcelo Rossi comentou sobre a investigação que sofreu do Vaticano por quase uma década e afirmou que, "se houve fiscalização, houve também o reconhecimento". A informação foi divulgada com exclusividade pelo jornalista Ricardo Feltrin, do UOL, no dia 30 de setembro.



"Eu li. Hoje você vai fazendo certos encaixes e você percebe. Não há problema nenhum. Eu acho interessante que as pessoas saibam que muitos ficam, sempre no início, [se perguntando] 'qual é a desse padre?', 'o que ele quer?', 'ele quer aparecer?', 'qual é o objetivo dele?'. E, graças a Deus, não só [a igreja] entendeu, como o próprio papa Bento 16 me deu o prêmio Van Thuân de 'Evangelizador Moderno' [em 2010]. Então, acredito que, se houve fiscalização, houve reconhecimento", comentou o padre Marcelo durante o "Altas Horas" deste sábado (18).

Segundo apurou UOL, o padre Marcelo Rossi teve seus passos, CDs, livros, missas e aparições na TV seguidos de perto pelo Vaticano do final dos anos 90 até cerca de quatro anos atrás.

A investigação, que durou quase 10 anos, foi provocada por uma denúncia feita por um religioso brasileiro, que acusou o padre de culto ao personalismo, exibicionismo por ir demais às TVs, de desvirtuar as práticas católicas e de transformar a missa em uma espécie de "circo".

A fiscalização foi comandada pela Congregação para a Doutrina da Fé, liderada pelo cardeal Joseph Ratzinger, que mais tarde se tornaria o papa Bento 16. A Congregatio pro Doctrina Fidei é o novo nome que o Vaticano dá para a assassina Inquisição.

Entre o final dos anos 90 e a década de 2000, a Congregação recebia regularmente vídeos com as participações do padre Marcelo em programas como o de Gugu Liberato no SBT e de Fausto Silva, na Globo.

O outro lado

Procuradas na ocasião, tanto a Nunciatura Apostólica em Brasília --a embaixada do Vaticano no Brasil--, quanto a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) se recusaram a comentar a investigação que o Vaticano lançou sobre o padre Marcelo Rossi do final dos anos 90 até a segunda metade dos anos 2000.

Já a assessoria da Mitra de Santo Amaro e do bispo dom Fernando informou que o bispo desconhece a investigação do Vaticano a respeito do trabalho do padre Marcelo Rossi.

Por meio da assessoria, a Mitra diz que, se a sindicância realmente ocorreu, "trata-se de uma coisa do passado, e, como tal, já passou."





Fonte: JL/Uol

Igreja não deve temer mudança, diz Papa Francisco

Francisco encerrou neste domingo (19) uma assembleia de bispos católicos que revelou as profundas divisões sobre como tratar homossexuais e pessoas divorciadas, dizendo que a Igreja não deve temer mudanças e novos desafios


O papa Francisco encerrou neste domingo uma assembleia de bispos católicos que revelou as profundas divisões sobre como tratar homossexuais e pessoas divorciadas, dizendo que a Igreja não deve temer mudanças e novos desafios.

Franscisco, que já disse querer uma Igreja mais misericordiosa e menos rígida, fez seus comentários em um sermão para cerca de 70 mil pessoas na Praça de São Pedro, no cerimonial de encerramento do encontro de duas semanas, conhecido como sínodo.

As sessões do encontro terminaram na noite de sábado com um documento final que reverteu a aceitação histórica dos gays pela Igreja, um resultado que alguns progressistas vêem como um retrocesso para o papa Francisco.

Na missa, ele beatificou o Papa Paulo VI, que morreu em 1978. Com a beatificação, o pontífice mais conhecido pela conclusão das reformas do II Concílio do Vaticano e que consagrou a proibição da Igreja sobre a contracepção, ficou mais próximo da santificação.

Depois que um esboço do documento final do sínodo foi lançado na segunda-feira, os bispos conservadores prometeram alterar os termos sobre homossexuais, coabitação e novo casamento, dizendo que iriam criar confusão entre os fiéis e que ameaçavam prejudicar a família tradicional.

O papa Francisco dedicou a maior parte de seu sermão ao sínodo, que abordou temas como o homossexualismo, divórcio, novo casamento e casais do mesmo sexo, antes de um encontro definitivo em outubro, depois de discussões no nível local ao redor do mundo.

"Deus não teme coisas novas. É por isso que ele está continuamente nos surpreendendo, abrindo nossos corações e nos guiando em caminhos inesperados", disse o papa em seu sermão.



Fonte: JL/Reuters

Carro e moto colidem frontalmete próximo ao hospital de Cocal


Um acidente de trânsito foi registrado na noite deste sábado (18/10), no Bairro São Pedro em Cocal. Um carro modelo corsa, de cor verde, conduzido por Edivaldo Carvalho de Moraes, conhecido popularmente como 'Neto das Contendas' colidiu frontalmente com uma motocicleta Honda Titan, 150 cc, de cor preta, pilotada pela jovem Maria Edielia da Frota Vieira.
O acidente ocorreu por volta das 21:00 horas, no cruzamento da Avenida João Justino de Brito com a Rua Areolino de Abreu, próximo ao hospital Joaquim Vieira de Brito.

De acordo com informações, a motociclista seguia na avenida sentido Centro/Bairro São Pedro, quando foi colhida pelo carro que seguia no sentido contrario. O motorista tentou fazer a curva para entrar na rua pelo lado esquerdo, invadindo a preferencial e colidindo violentamente contra a moto.
A motociclista foi rapidamente socorrida por uma equipe do SAMU e encaminhada ao Hospital. Apesar do susto e da dimensão do acidente, a moça não sofreu ferimentos graves.

Com o impacto, o automóvel arrancou o parachoque dianteiro, amassou o paralamas do lado esquerdo e trincou o parabrisas. A motocicleta ficou com a parte frontal parcialmente destruída.
A Policia Civil também esteve no local para fazer o levantamento da ocorrência, na qual presenciou o motorista do Corsa se comprometendo a pagar todas as despesas após um acordo entre as partes.

Piauí não adota horário de verão, mas serviços sofrerão mudanças

Ideia com novo horário é estimular uma redução no consumo de energia.
Piauienses não precisam se preocupar para chegar mais cedo ao votar.



Mesmo não aderindo ao horário de verão, os piauienses devem ficar atentos às mudanças de horário de serviços que seguem o de Brasília. A medida vai valer por 126 dias. O horário de verão começa à meia noite do desse domingo (19) e termina as 0h de 22 de fevereiro de 2015. o horário de verão vai ser mais longo este ano, 126 dias. O período é mais longo para evitar que termine bem no meio do carnaval.

A mudança afeta o Distrito Federal e 11 estados, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e Tocantins. As regiões Norte e Nordeste não aderem. A ideia com novo horário é estimular uma redução no consumo de energia e poupar um pouco da água acumulada nos reservatórios das hidrelétricas das regiões Sul e Sudeste.

Os voos saem no horário local de Teresina. Então a dica para os passageiros é prestar atenção nos horários locais registrados na passagem. Os bancos também não alteram horário de funcionamento. Serviços ocorrem em horário normal das 10h às 16h. Só as transações bancárias eletrônicas são encerradas uma hora mais cedo.

Nos Correios não haverá mudança no horário de funcionamento, mas quem deseja enviar um Sedex ou serviços por meio aéreo e queira que a correspondência seja no mesmo dia, deverá fazer o envio até às 15h.

Candidatos inscritos em concursos públicos federais também devem ficar atentos e seguir o horário brasileiro de verão. Os inscritos no Enem no Piauí devem lembrar que o exame começa uma hora mais cedo, em relação ao horário que aparece no cartão.

O segundo turno das eleições 2014, que será realizado no dia 26 de outubro, não vai modificar a rotina dos eleitores do Piauí. Os eleitores piauienses não precisam se preocupar em adiantar o relógio e chegar mais cedo para votar, pois o horário do início da votação segue normalmente das 8h às 17h.





Do G1 PI

Nos 192 anos do Piauí, G1 lembra a luta pela independência do estado

Três cidades do Piauí são marcadas pelas lutas em busca da independência.
Ideal de libertação deixou mortos e alguns revolucionários foram presos.


Do G1 PI 

“Foi no ano de 1822, 19 de outubro foi o dia. João Cândido de Deus já conhecia que um problema maior vinha depois; com Leonardo e Simplício se dispôs a proclamar com muita inteligência. E o português Fidiê sem paciência numa batalha sangrenta se meteu, muitos homens o Piauí perdeu alcançando a sua independência”, cantou o repentista Aureliano dos Santos (vídeo ao lado), sobre alguns dos fatos mais importantes que marcaram a conquista da Independência do Piauí, há exatos 192 anos.

Sobre o processo de independência, o historiador Fonseca Neto (vídeo abaixo) contou que a luta pela libertação do Piauí do domínio português começou no dia 19 de outubro de 1822 em uma solenidade realizada na Câmara Municipal de Parnaíba, no litoral piauiense, por meio do juiz de fora João Cândido de Deus e Silva, o fazendeiro Simplício Dias e o poeta Leonardo Carvalho.

Além desse momento, que foi realizado com muita formalidade, outros dois tornaram-se historicamente fundamentais para a adesão do estado ao processo de independência do Brasil, pelo qual o país passava desde o dia 7 de setembro de 1822, quando Dom Pedro I às margens do rio Ipiranga, em São Paulo, declarou a emancipação política do território brasileiro de Portugal.

Passado três meses da solenidade em Parnaíba, dois movimentos revolucionários estavam prestes a acontecer: o primeiro, na cidade de Oeiras, no dia 24 de janeiro de 1823, que proclamou a independência do estado.

E, em 13 de março de 1823, na cidade de Campo Maior, onde ocorre o primeiro embate sangrento, conhecida como a Batalha do Jenipapo. O confronto ocorreu entre os independentes, como eram conhecidos aqueles que desejam romper politicamente com Portugal, e as tropas das Forças Armadas, comandada pelo major João José da Cunha Fidié.

Para muitos historiadores, essas são as três principais datas que marcaram a adesão do Piauí à Independência do Brasil. Fonseca Neto lembra ainda o dia 22 de janeiro de 1823, quando o poeta Leonardo Carvalho Castelo Branca faz um novo ato de aclamação a independência na cidade de Piracuruca, chamando o povo para a luta armada, incluindo o enfretamento de independentes e portugueses na Lagoa do Jacaré (vídeo ao lado).
Monumento erguido em Parnaíba em homenagem
a indepedência do Piauí (Foto: Gilcilente Araújo/G1)

19 de outubro de 1822 - Pionerismo em Parnaíba
João Candido de Deus e Silva, Simplício Dias e Leonardo Carvalho Castelo Branco se reúnem em frente à Câmara Municipal de Parnaíba e anunciam a aclamação da independência. No entanto, ao mesmo tempo em que o Piauí aclamava esse ato de libertação em 1822, ele exaltava o rei de Portugal Dom João VI e seu filho, Dom Pedro I; o que era uma contradição, pois o rei não apoiava a independência declarada pelo próprio filho.

Sabendo do movimento, o chefe das Forças Armadas, major João José da Cunha Fidié, deixa Oeiras e vai a Parnaíba para retomar o poder. Com receio da represália e por não possuírem um exército forte, os libertários deixam Parnaíba e fogem para Granja, no Ceará.
Antiga casa do brigadeiro Manoel de Sousa Martins
em Oeiras (Foto: Gilcilente Araújo/G1)

24 de janeiro de 1823 – Rebelião em Oeiras
Aproveitando a ausência do Fidié, o brigadeiro Manoel de Sousa Martins realizou uma rebelião em Oeiras e ocupou o Palácio de Governo.

Para o brigadeiro, era necessário um ato revolucionário para defender a Independência do Piauí e, com a tomada do Governo de Oeiras, os partidários da Independência acreditavam que o estado romperia definitivamente com Portugal, elegendo um novo governo provincial porque a solenidade em Parnaíba não trouxe mudanças consideráveis ao sistema político e econômico vigente, pois a primeira perdeu seu valor porque o Piauí permanecia subordinado a Portugal.

13 de março de 1823 – Sertanejos contra soldados portugueses
Ao saber da rebelião, Fidié decide retornar a Oeiras. No meio do caminho, o major será surpreendido com os grupos de independentes dispostos a dar a vida pela independência de sua terra.
Cruzes cravadas ao chão no memorial Batalha do Jenipapo (Foto: Carlienne Carpaso/G1) 

Após cinco meses do ato histórico em Parnaíba, ocorre a primeira luta sangrenta no estado, sendo resultado de embates entre o poder português e a população sertaneja piauiense, que se uniu a cearenses e maranhenses a fim de expulsar do Piauí o major Fidié.

A luta, iniciada na lagoa do jacaré, chegou ao riacho do Jenipapo, sendo palco de um dos mais violentos confrontos pela independência do país. A intenção era impedir que Fidié chegasse a Oeiras e retomasse o poder no Palácio do Governo, ocupado pelos independentes, no dia 24 de janeiro de 1823.

A batalha foi vencida pelos portugueses deixando vários independentes mortos. Por isso, várias cruzes foram cravadas no chão em homenagem aos que deram o sangue para tornar o Piauí independente, pois muitos corpos ficaram espalhados pelo campo de batalha. Apesar de Fidié vencer a batalha, ele não conseguiu retornar a Oeiras e ainda perdeu parte de seus suprimentos de guerra. O comandante das forças portuguessas no Piauí foi então para Caxias, no Maranhão, onde foi sitiado e e acabou por se render. Fidié foi mandado para São Luís, de onde partiu para Lisboa. Desde então, oficialmente, o Piauí tornara-se independente de Portugal.

Nu sobre muro, artista russo corta pedaço da própria orelha em protesto

Pyotr Pavlensky protestou contra uso de psiquiatria por motivações políticas.
Ele foi detido por policiais após protesto em centro psiquiátrico de Moscou.


Do G1, em São Paulo 

O artista Pyotr Pavlensky usa uma faca para cortar o lóbulo da própria orelha em uma performance artística de protesto em Moscou (Foto: Maxim Zmeyev/Reuters) 

Um protesto de um homem só chamou atenção neste domingo (19) em Moscou, na Rússia. Em uma performance artística, um homem subiu no muro de uma instituição de psiquiatria e cortou parte de sua orelha direita. Ele foi detido por seguranças do Ministério do Interior pouco depois.

Pyotr Pavlensky afirmou que sua performance, intitulada "Segregação", foi uma forma de protestar contra o uso de psiquiatria forense com motivações políticas.

Segundo ele, cortar o lóbulo da orelha em frente ao Centro Científico de Psiquiatria Social e Forense Serbsky demonstra como as autoridades podem cortar da sociedade um indivíduo indesejado por meio do uso de psiquiatria e diagnósticos médicos que o obriguem a ser colocado em um hospital penitenciário.
Artista fez a performance sobre muro do Centro Científico de Psiquiatria Social e Forense Serbsky (Foto: Maxim Zmeyev/Reuters) 
O sangue já havia escorrido por seu corpo quando Pavlensky foi removido por seguranças (Foto: Maxim Zmeyev/Reuters)

sábado, 18 de outubro de 2014

Dilma tem apoio de 16 dos 28 que disputam 2º turno; 10 apoiam Aécio

2 dos 28 candidatos a governador que estão no 2º turno se dizem neutros. Aécio não tem palanque em quatro estados; Dilma ficou sem apoio no DF

D
esde a confirmação dos nomes de Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB) como adversários no segundo turno das eleições presidenciais, declararam apoio à petista 16 dos 28 candidatos aos governos de estados onde haverá segundo turno; dez manifestaram apoio ao tucano e dois se declararam neutros.



Ao todo, 13 estados e o Distrito Federal terão eleições para governador no próximo dia 26, mesma data em que a população escolherá o presidente do país.

Em quatro estados (Amapá, Ceará, Rio de Janeiro e Rio Grande do Norte), Dilma conta com o apoio dos dois candidatos que disputam o segundo turno. No Distrito Federal, Aécio é apoiado pelos dois rivais.

No Rio de Janeiro, um dos principais colégios eleitorais do país, Dilma recebe o apoio do atual governador e candidato à reeleição, Luiz Fernando Pezão (PMDB), e do seu adversário, Marcelo Crivella (PRB).

No Amapá, os candidatos Waldez (PDT) e Camilo Capiberibe (PSB) declararam apoio à petista. Nacionalmente, o PSB, de Capiberibe, declarou apoio a candidatura de Aécio Neves na última semana.

O tucano não tem palanque no Ceará, onde Camilo Santana (PT) e Eunício Oliveira (PMDB) manifestaram apoio à candidatura de Dilma; e no Rio Grande do Norte, estado em que concorrem ao governo o presidente da Câmara dos Deputados, deputado Henrique Eduardo Alves, e Robson Faria (PSD).

No Distrito Federal, é Dilma quem não tem apoio de nenhum dos candidatos ao governo distrital. Os adversários Rodrigo Rollemberg (PSB) e Jofran Frejat (PR) manifestaram estão com Aécio Neves no segundo turno.

Dos 28 candidatos aos governos estaduais, somente José Mello (PROS), que concorre ao governo de Amazonas contra Eduardo Braga (PMDB), e Suely Campos (PP), que rivaliza com Chico Rodrigues (PSB) em Roraima, não manifestaram apoio público a nenhum dos presidenciáveis.

Em todos os outros sete estados onde há disputa para o governo local, um candidato apoia Dilma e o outro, Aécio. Isso acontece nos estados do Acre, Goiás, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Rondônia e Rio Grande do Sul.

No Rio Grande do Sul, o candidado do PMDB, Ivo Sartori, manifestou voto em Aécio Neves, embora isso contrarie a posição nacional da legenda, que faz integra a coligação de Dilma. No primeiro turno, Sartori apoiou a candidata do PSB, Marina Silva. O adversário do candidato do PMDB, o governador Tarso Genro (PT), apoia Dilma Rousseff.

Confira os apoios dos candidatos a governador dos estados onde haverá segundo turno:

Dilma Rousseff
Tião Viana (PT-AC);
Eduardo Braga (PMDB-AM)
Waldez (PDT-AP)
Camilo Capiberibe (PSB-AP)
Camilo Santana (PT-CE)
Eunício Oliveira (PMDB-CE)
Iris Rezende (PMDB-GO)
Delcídio do Amaral (PT-MS)
Helder Barbalho (PMDB-PA)
Ricardo Coutinho (PSB-PB)
Luiz Fernando Pezão (PMDB-RJ)
Marcelo Crivella (PRB-RJ)
Henrique Alves (PMDB-RN)
Robson Faria (PSD-RN)
Confúcio Moura (PMDB-RO)
Tarso Genro (PT-RS)

Aécio Neves
Márcio Bittar (PSDB-AC)
Rodrigo Rollemberg (PSB-DF)
Jofran Frejat (PR-DF)
Marconi Perillo (PSDB-GO)
Reinaldo Azambuja (PSDB-MS)
Simão Jatene (PSDB-PA)
Cássio Cunha Lima (PSDB-PB)
Expedito Jr. (PSDB-RO)
Chico Rodrigues (PSB-RR)
Ivo Sartori (PMDB-RS)

Neutros
José Mello (PROS-AM)
Suely Campos (PP-RR)

Fonte: JL/Globo

Família que seguia do PI para SP morre em grave acidente

No Corsa estavam quatro pessoas de uma família que estava de férias no povoado Várzea Queimada, município de Jaicós
Três pessoas de uma mesma família morreram em um trágico acidente na última sexta-feira (17) na BR 407, estado da Bahia. Eles retornavam do município de Jaicós, no Piauí, com destino ao estado de São Paulo, onde residem.

Segundo informações, o acidente aconteceu entre os municípios de Filadélfia e Ponto Novo. O condutor do veículo modelo Corsa, onde estava a família, teria perdido o controle do carro ao tentar fazer uma ultrapassagem, e colidido com uma carreta que vinha em sentido contrário.

No Corsa estavam quatro pessoas de uma família que estava de férias no povoado Várzea Queimada, município de Jaicós. O pai, identificado por Armando, e os filhos Fábio, de 1 ano e 6 meses, e Camila, de 8 anos, não resistiram às lesões e morreram no local. Apenas uma mulher, identificada por Maura, que é mãe das duas crianças, saiu com vida, foi socorrida em estado grave e levada para o hospital.

Além dos três ocupantes do Corsa, que ficou totalmente destruído, o motorista de um caminhão baú também morreu. O veículo tombou dentro de um açude às margens da rodovia.




Fonte: JL/MN

Prefeitura de Cocal promove festa em homenagem ao Dia do Professor


Muita alegria e descontração. Assim foi a noite desta sexta-feira (17/10), na festa promovida pela Prefeitura de Cocal em homenagem aos professores da rede municipal de ensino.


O evento foi realizado no Clube e Parque Aquático Vale Encantado e reuniu professores, coordenadores e demais colaboradores da rede municipal de ensino que celebraram a passagem do Dia do Professor, comemorado em todo país no dia 15 de outubro.

A festa foi animada ao som de Fernando Lima e os presentes desfrutaram de um apetitoso jantar. Os homenageados participaram do sorteio de valiosos prêmios, dinâmicas, dentre outros atrativos inclusos na programação.
Para a secretaria municipal de educação- Profª Raimundinha Albuquerque, a confraternização veio com o intuito de celebrar a importância da data e também para agradecer o trabalho dos mestres que com muita dedicação e amor à profissão vêm construindo uma nova educação em Cocal.

''Conseguimos expressivos resultados no IDEB e o trabalho pedagógico nas escolas vem fluindo satisfatoriamente. Esse é o reflexo do compromisso dos nossos professores, sobretudo, com os estudantes cocalenses. Portanto, nada mais justo que comemorar o grande dia''.






Fonte: ASCOM | PMC

Horário de verão começa domingo em meio a crise no setor elétrico

País enfrenta queda acentuada no nível de reservatórios de hidrelétricas.

Horário de verão deve levar a economia de água de 0,4%, diz governo.



Em meio ao agravamento da situação nos reservatórios das principais hidrelétricas do país, entra em vigor neste domingo (19) o horário de verão. A expectativa do governo é que a redução no consumo de energia no período contribua com uma queda de 0,4% no uso da água dessas represas.
A 39ª edição do horário de verão terá duração de 126 dias e terminará no dia 22 de fevereiro. À 0h (meia-noite) de sábado para domingo, os moradores de dez estados, além do Distrito Federal, terão que adiantar os relógios em uma hora.
  •  
Arte horário de verão 2014-2015 (Foto: Editoria de arte/G1)
Economia de água
Para especialistas do setor elétrico, a economia de água dos reservatórios das hidrelétricas, apesar de pequena, é importante diante do cenário de crise. Por conta da falta de chuvas, na quinta (16) o nível nos reservatórios do Sudeste e Centro-Oeste, que respondem por 70% da capacidade do país de gerar energia, estava em 22,09%, o pior resultado para essa época desde 2001, quando o país passou por racionamento.

“Essa economia [de 0,4%] não é de se jogar fora diante da atual circunstância”, diz Roberto Brandão, pesquisador do Grupo de Estudos do Setor Elétrico (Gesel), da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).
“Os benefícios não são gigantescos, mas ainda são significativos, continua valendo a pena. Qualquer economia de água dos reservatórios é válida”, diz o presidente do Instituto Acende Brasil, Claudio Sales.
De acordo com dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), entre 2010 e 2014 o horário de verão resultou em economia de R$ 835 milhões para os consumidores, devido à eletricidade que deixou de ser gerada pelo uso da luz do sol. Para a edição 2014/2015 do horário de verão, a economia estimada é de R$ 278 milhões, 31% menos do que na edição passada (R$ 405 milhões).
Esses valores, porém, são muito pequenos diante dos gastos do setor elétrico e não chegam ter impacto nas contas de luz. Apenas os empréstimos bancários para fazer frente aos gastos extras no setor elétrico em 2014 vão custar aos consumidores R$ 26,6 bilhões, de acordo com o Tribunal de Contas da União (TCU).
Benefícios
Além da economia de energia, o governo defende a manutenção do horário de verão alegando que a medida evita investimentos de cerca de R$ 4 bilhões ao ano, com mais geração e sistemas de transmissão de eletricidade. Segundo o Ministério de Minas e Energia, ele permite um melhor aproveitamento da luz solar e “maior racionalidade no uso da eletricidade.”

Outra vantagem, diz o ministério, é o aumento da segurança do sistema elétrico e maior flexibilidade para a realização de manutenções, além de redução da pressão sobre o meio ambiente e nas tarifas cobradas pelo serviço. O horário de verão foi aplicado no Brasil pela primeira vez no verão de 1931/1932.
Consumo na ponta
Entretanto outro efeito do horário de verão, que é o de evitar picos de consumo de energia no chamado horário de ponta (entre 18h e 21h), “perdeu um pouco da relevância” nos últimos anos, aponta Roberto Brandão, da UFRJ.

Por conta do aumento no uso do ar-condicionado no país, mais recentemente os picos de consumo de eletricidade durante o verão começaram a ser registrados no início ou meio da tarde, entre 14h e 16h. Na quinta (16), por exemplo, ele aconteceu às 14h47, informou Brandão.
No passado, esse pico era registrado entre 18h e 21h, devido ao aumento do consumo gerado pelo uso de eletrodomésticos quando as pessoas saem do trabalho e voltam para as suas casas, junto com a iluminação pública nas cidades. 
“Nos últimos anos, o horário de verão perdeu um pouco da sua relevância porque houve mudança no padrão de horário de ponta no Brasil”, diz o pesquisador. Ele aponta, porém, que continua sendo importante equilibrar a demanda por energia no fim do dia.
Para o professor de engenharia elétrica da Universidade de Brasília (UnB), Rafael Shayani, o horário de verão continua sendo importante para “evitar a sobrecarga” do sistema elétrico durante o verão e até mesmo apagões. “O horário de verão é necessário na medida em que a demanda por energia no Brasil está crescendo e o setor elétrico não consegue acompanhá-la. Ela visa evitar um apagão”, diz ele.

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

preso é obrigado a dançar vestido de mulher em Delegacia no Interior do Ceará!

Nas imagens, o homem aparece com o rosto machucado, além de estar com os cabelos e as sobrancelhas raspadas
A Polícia investiga imagens entregues à Ordem dos Advogados do Brasil secção Ceará (OAB-CE), em que um preso é vestido de mulher e posto para
dançar dentro da Delegacia da cidade de Canindé, a 115 km de Fortaleza. As informações são da TV Verdes Mares.

Nas imagens, o homem aparece com o rosto machucado, além de estar com os cabelos e as sobrancelhas raspadas. Uma voz diz "Bote a mãozinha, dance, vai. Você está se balançando, é pra dançar". Na sequência, alguém coloca um pequeno objeto próximo ao homem, enquanto a voz ordena para que o preso dance. "Fica na garrafa", manda.
O homem, de identidade preservada, responde a processo por participação no homicídio de uma mulher e , segundo representantes da OAB, chegou a tentar suicídio na prisão por causa das humilhações sofridas.

Os representantes da OAB ouviram o preso e constataram que houve prejuízo psicológico ao homem por conta das ações. "Constatamos que realmente houve o dano à pessoa do preso, que se sente absolutamente constrangido em disponibilizar as informações, mas existem provas materiais da gravidade do problema", afirmou a ouvidora da OAB, Wanha Rocha.


A Polícia Civil instaurou inquérito e irá investigar os envolvidos na tortura ao preso. O aparelho celular que teria sido utilizado para gravar o vídeo foi apreendido em uma das celas.

A Delegacia é localizada ao lado da cadeia pública da cidade e foi interditada no mês de abril, sendo proibido o ingresso de presos. No local, 34 homens dividem duas celas da Delegacia.

O diretor da Comissão de Direito Penitenciário da OAB, Carlos Alberto Macedo, esteve na Delegacia e constatou que há presos há mais de um ano recolhidos nos xadrezes. "A passagem do preso pela Delegacia tem que ser momentânea. A Delegacia de Polícia Civil é Judiciária. O trabalho dela é de investigação. Não tem competência constitucional nem legal para cuidar de preso", afirmou.

Delegado acusa outros detentos

O homem que foi torturado dentro da Delegacia, de acordo com o delegado titular Amando Albuquerque Silva, teria sofrido a violência por ser suspeito de crime de estupro. Segundo Silva, osoutros presos realizaram a ação e gravaram o vídeo.

"Os presos o tomaram como estuprador, mas ele não é. Inadvertidamente, algum dos presos gravou o vídeo. Quando soubemos da existência do material, instaurei inquérito policial e fizemos vistoria, recuperando o celular. O inquérito foi instaurado para investigar o constrangimento ilegal que o preso tenha passado", explicou.

O delegado ressaltou ainda que exames de corpo de delito confirmaram que a vítima supostamente assassinada pelo preso não sofreu violência sexual. O temor da Polícia era que o homem torturado tivesse sido também estuprado pelos outros presos. Exames negaram a violência sexual no homem.


Fonte: Diário do Nordeste

Tribunal chinês condena político corrupto à morte

Zhang Shuguang, ex-diretor ministerial, foi condenado por receber R$ 18,7 milhões em propinas. Todos os seus bens foram confiscados pelo governo

Um tribunal da China condenou à morte nesta sexta-feira o ex-diretor de Transporte do extinto Ministério de Ferrovias do país, Zhang Shuguang, mão direita do ex-titular da pasta, Liu Zhijun, também sentenciado à pena capital no ano passado. Como ocorreu no caso de Liu, a sentença contra Zhang está “suspensa por dois anos”, o que significa que se o preso mostrar bom comportamento na cadeia sua pena pode ser substituída pela prisão perpétua.

A justiça chinesa considerou Zhang culpado de corrupção após receber mais de 47 milhões de yuans (18,7 milhões de reais), através de subornos de companhias com quem fechava contratos públicos entre 2000 e 2011, informou a agência oficial Xinhua. Por causa do crime, Zhang, um dos engenheiros chefes do ministério, teve seus direitos políticos cassados para o resto da vida e todas suas propriedades confiscadas.

Zhang faz parte do grave escândalo que abalou o antigo Ministério de Ferrovias da China, o que levou ao seu desmantelamento, pondo em dúvida o desenvolvimento de trens de alta velocidade no país, um dos que mais investe nesse tipo de transporte no mundo. Já Liu, condenado em 2013, foi o responsável por gerir a pasta entre 2003 e 2011, quando a Comissão Disciplinar do Partido Comunista da China abriu uma investigação contra ele por causa de corrupção. Até a revelação do escândalo, o Ministério de Ferrovias era o segundo com maior orçamento do governo chinês, perdendo apenas para o de Defesa.

Cruzada – O presidente chinês Xi Jinping embarcou em cruzada contra a corrupção desde que tomou posse em março de 2013, comprometendo-se a agir contra "moscas e tigres” – em referência a funcionários de baixa patente e aos políticos graduados –, não poupando ninguém, independentemente da sua posição. De acordo com a mídia estatal, citando informações mais recentes, pelo menos 108.000 funcionários foram punidos nos primeiros nove meses de 2013.



Fonte: JL/Veja

38 municípios do Piauí pedem reforço de forças federais no segundo turno

O Piauí foi o estado que mais recebeu reforço na segurança durante as eleições no primeiro turno

A
pesar da disputa do segundo turno ser apenas para o cargo de presidente da República, os juízes de 20 zonas eleitorais do Piauí pediram ao Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI) pediram o reforço de homens do Exército durante o pleito. Os pedidos serão analisados na sessão de hoje pela corte do Tribunal e se forem aprovados 38 municípios receberão reforço na segurança.
De acordo com o juiz Joaquim Santana, seus colegas das comarcaras justificaram os pedidos afirmando que mesmo após o primeiro turno, muitos municípios ainda se encontram com os ânimos acirrados.
“Os juízes dessas zonas acharam necessário esse reforço para que a paz e o bom andamento da eleição possam ocorrer no segundo turno assim como ocorreu no primeiro. A corte do TRE-PI vai analisar esses pedidos”, comentou.
Entre as cidades que poderão receber reforços dos homens do Exército no segundo turno estão Parnaíba, Ilha Grande, Uruçuí, São João do Piauí, Altos, Dermeval Lobão, Pau D’ Arco do Piauí, Coivaras, Lagoa do Piauí, Pedro Laurentino, Campo Alegre do Fidalgo, João Costa, Capitão Gervásio Oliveira e Lagoa do Barro do Piauí. No primeiro turno este número chegou a 65 cidades piauienses.
Segundo informações do TSE- Tribunal Superior Eleitoral, o Piauí foi o Estado que mais recebeu reforço na segurança do primeiro turno. Em segundo lugar ficou o Pará, com 56 cidades. O Rio Grande do Norte foi o terceiro com confirmação de tropas para 36 municípios. As eleições em 10 cidades do Maranhão contaram com o reforço. Em último ficou o Tocantins: com 3 municípios que receberam tropas federais.
Fonte: JL/ODIA
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...