terça-feira, 13 de abril de 2021

Ciro Nogueira será titular da CPI da Covid no Senado

 Ciro Nogueira será titular da CPI da Covid no Senado

Por Rany Veloso

O senador Ciro Nogueira (PP-PI) confirmou ao blog a vaga de titular na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid. A indicação será feita pela líder do PP no Senado, Mailza Gomes (PP-AC). Ciro, que era contra à CPI, assinou o segundo pedido de investigação, o que inclui estados e municípios. Hoje a tarde, o presidente do Congresso, Rodrigo Pacheco (DEM-MG) deverá ler o requerimento de instalação da CPI e logo em seguida dará um prazo de 10 dias para os líderes dos partidos indicarem os 11 titulares e 7 suplentes. 

São dois pedidos de instalação da CPI, ambas com mais assinaturas que o mínimo necessário (um terço dos senadores). A expectativa é que um pedido seja apensado ao outro. O inicial, de autoria de Randolfe Rodrigues, tinha como fato determinado a omissão do governo federal e o agravamento da crise no Amazonas. O segundo, de iniciativa de Eduardo Girão (Podemos-CE), inclui estados e municípios. Mas Pacheco fez uma consulta à Secretaria Geral da Mesa que respondeu ser contra o regimento interno investigar atos de prefeitos e  governadores, mas seria possível investigar o caminho dos recursos federais destinados para o combate à pandemia.

A articulação política do governo, neste momento, é para minimizar os danos da CPI. Por isso há um trabalho para que o presidente o senador sejam pró-governo ou ao menos na linha independente.

CPI da Pandemia: Governadores querem impedir investigação sobre estados e municípios


Brasil SENADO

O debate ganha espaço na mídia nacional na medida em que a população passa a exigir ampliação do alcance da investigação

Marcelo Castro entende que CPI pode prejudicar combate à pandemia (Foto Reprodução)
Marcelo Castro entende que CPI pode prejudicar combate à pandemia (Foto Reprodução)

Os governadores estão mobilizados para impedir que o Senado faça uma CPI voltada também para investigá-los. Na semana passada, nove deles enviaram carta de apoio ao ministro Luís Roberto Barroso. Naquele momento, a ideia da Comissão seria investigar possíveis omissões do governo Jair Bolsonaro no combate à pandemia. Em todo o Brasil, ganha corpo pressão popular para que estados e municípios sejam investigados. Afinal, foram seus representantes que receberam os recursos e também foram eles que adotaram medidas de restrição e de policiamento contra possíveis violações do processo.

O senador Marcelo Castro (MDB), aliado político do governador Wellington Dias (PT), é contra a instalação da CPI. Ele argumenta que seria prejudicial ao andamento do processo de combate à pandemia. Na hora em que foi solicitado (pelo também senador Eduardo Girão (Podemos/CE). No instante em que foi convidado a assinar proposta de estender os trabalhos da CPI para governadores e prefeitos, ele se recusou. Alegação: a mesma.

Os outros dois senadores piauienses, Ciro Nogueira (Progressistas) e Elmano Ferrer (Podemos), assinaram o documento para ampliar a investigação. Girão garante que já tem o número necessário de assinaturas.

Wellington Dias, o líder de Marcelo, preside o Consórcio Nordeste, que, desde o primeiro momento, logo depois do pleito de 2018, se mobiliza para desarticular a gestão de Bolsonaro, de acordo com observadores da cena política. O presidente ainda nem tinha tomado posse e eles já tratavam sobre a criação de um governo paralelo.

Hoje, muito cedo, apareceu nos meios de comunicação mensagem do governador do Maranhão, Flávio Dino (PC do B), pertencente ao Consórcio, dizendo que a CPI só pode apurar irregularidades que envolvem o governo federal. Não podem investigar governadores e prefeitos. Esta seria uma atribuição das Assembleias Legislativas e Câmaras de Vereadores.

É tudo, claro, que os governadores querem. No caso do Piauí, o governo detém controle sobre 26 dos 30 parlamentares. É uma bancada e tanto, conquistada, evidente, depois que ele tomou posse. A maioria dos parlamentares era de oposição. Mas depois que se criou uma coisa chamada governabilidade, tudo mudou para pior na política brasileira. Os políticos se articulam todos em torno de um só esquema e não há quem possa combater a sua voracidade pelo dinheiro público.

Nas prefeituras, pouquíssimos prefeitos não possuem maioria nas Câmaras Municipais. Com esse tipo de controle, seria necessário um Poder acima da área de abrangência desses governadores e prefeitos, no caso Congresso Nacional, para garantir que eles sejam devidamente investigados. O artigo 143 do Regimento Interno do Senado diz que senadores não podem realmente investigar governadores e prefeitos. No entanto, como se trata de recursos federais que foram enviados para estes federados, se poderia chegar a um entendimento modificando o objeto da investigação.

O novo alcance seria a destinação dada aos recursos encaminhados pelo governo federal. Mas esta é uma discussão que deve seguir indefinida por muitos dias ainda. E hoje o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM/MG), deve fazer a leitura do pedido de Randolfo Rodrigues (PSOL/AP). Os senadores Jorge Kajuru (Cidadania/GO) e Alessandro Vieira (SE) formularam apelo ao Supremo Tribunal Federal pela instalação. (Toni Rodrigues)

Edição Tropical Noticias

domingo, 11 de abril de 2021

Garoto fã da PRF ganha festa de policiais em seu aniversário

  Polícia Rodoviária Federal (PRF) no Piauí atendeu uma ‘ocorrência’ diferenciada ontem (10), em Picos/PI: tornar o aniversário de quatro anos do pequeno Gustavo Henrique inesquecível. A PRF recebeu um pedido dos familiares para que se fizessem presentes no dia mais especial da vida dele, tendo em vista que a criança é fã incondicional da PRF.

A criança ficou surpresa   Polícia Rodoviária Federal (PRF) no Piauí atendeu uma ‘ocorrência’ diferenciada ontem (10), em Picos/PI: tornar o aniversário de quatro anos do pequeno Gustavo Henrique inesquecível. A PRF recebeu um ao ver a viatura da PRF na porta da sua casa bem na hora do seu aniversário. Ele ficou entusiasmado com a presença dos policiais e o semblante de alegria ficou estampado no rosto do pequeno admirador ao som de sirenes e luzes.

Os policiais participaram da festinha e cantaram os parabéns para o pequeno Gustavo Henrique que pousou com estilo para a foto junto dos policiais. Toda a decoração feita pelos familiares tinham as cores e os símbolos da PRF.

Garoto fã da PRF ganha festa de policiais em seu aniversário  de 4 anos- Foto: PRFGaroto fã da PRF ganha festa de policiais em seu aniversário  de 4 anos- Foto: PRF

Sempre que a criança vê a viatura e os policiais sempre pede pra tirar fotos, demonstrando a sua admiração pela instituição.

Os familiares ficaram extremamente agradecidos pela visita e empenho de todos que se fizeram presentes e participaram daquele momento ‘mágico’ do Gustavo Henrique.

A admiração cada vez mais crescente das crianças pela Instituição é uma resposta da indução de esforços da PRF na busca em garantir segurança pública com cidadania, sendo reconhecida diante da sociedade pela sua excelência e efetividade policial.

terça-feira, 6 de abril de 2021

Piauí Ex-prefeito Firmino Filho é encontrado morto na zona leste de Teresina

 

O corpo do ex-prefeito foi encontrado na frente do Condomínio Manhattan River Center. 

 

O ex-prefeito de Teresina, Firmino Filho, foi encontrado morto na tarde desta terça-feira (06), na frente do edifício Manhattan River Center, Avenida Arêa Leão, na zona leste de Teresina.

De acordo com informações colhidas pelo GP1 no local, Firmino estava no escritório do Tribunal de Contas da União (TCU), quando caiu do 14º andar do prédio.

A filha do ex-prefeito, Bárbara Silveira, chegou no local pouco tempo depois e reconheceu o corpo do pai.

Políticos do PSDB e amigos de Firmino também se dirigiram ao local, dentre eles, o ex-secretário municipal de Educação, Kleber Montezuma, o vereador Evandro Hidd e o ex-secretário Charles da Silveira, tio do ex-prefeito.
Firmino Filho

Firmino da Silveira Soares Filho (PSDB) nasceu em 16 de dezembro de 1963 e eram um economista e político brasileiro. Foi prefeito de Teresina entre 1997 á 2004, no primeiro mandato. Foi eleito para o terceiro mandato em 2012, desta feita igualando-se em número de mandatos ao seu predecessor Raimundo Wall Ferraz e reeleito nas eleições de 2016 ainda no primeiro turno das eleições na capital piauiense.

Esta reportagem está sendo atualizada...

Mais conteúdo sobre:

quarta-feira, 31 de março de 2021

Política PRG Wellington Dias ignora MPF e não diz onde aplicou recursos do Covid 19

Subprocuradora geral de Justiça pediu que esclarecimentos fossem encaminhados até 19 de março

Governador do Piauí nega informações sobre recursos do combate ao Covid 19
Governador do Piauí nega informações sobre recursos do combate ao Covid 19

O governador do Piauí, Wellington Dias (PT), está entre os governadores que até a data de hoje não encaminharam ao Ministério Público Federal as informações requeridas acerca da destinação dada aos recursos para combater o covid 19 e que foram encaminhados pelo governo federal.

O estado do Piauí recebeu, em 2020, a quantia de R$ 814,463 milhões. Foram R$ 135,959 milhões destinados ao governo e mais R$ 678,504 milhões transferidos para prefeituras piauienses.

As informações constam do Portal da Transparência, com dados atualizados por estado, município e também por cada política de enfrentamento (confira aqui).

Continua depois da publicidade

Em 2021, entre janeiro e março, já foram repassados para combate ao covid 19 os valores de R$ 28,346 milhões, dos quais R$ 22,255 milhões foram transferidos diretamente ao estado e R$ 6,090 milhões aos municípios.

Segundo informações do Portal da Transparência, o Piauí recebeu (entre governo e prefeituras) valor total de R$ 842,809 milhões entre os anos de 2020 e 2021 para enfrentamento da pandemia (veja aqui).

Nove estados prestaram contas. Outros nove deixaram de encaminhar a aplicação dos valores recebidos. Foram eles: 

Continua depois da publicidade

1. Waldez Góes (PDT), do Amazonas;

2. Camilo Santana (PT), do Ceará;

3. Renato Casagrande (PSB), do Espírito Santo;

Continua depois da publicidade

4. Ratinho Júnior (PSD), do Paraná;

5. Wellington Dias (PT), do Piauí;

6. Fátima Bezerra (PT), do Rio Grande do Norte;

7. Eduardo Leite (PSDB), do Rio Grande do Sul;

8. Coronel Marcos Rocha (PSL), de Rondônia; e

9. Antonio Denarium (PSL), de Roraima.

No dia 28/3 publicamos aqui uma matéria mostrando que a maioria dos estados brasileiros ainda não havia atualizado mencionadas informações.

Os governadores teriam até 19 de março para prestar informações solicitadas. No entanto, na data determinada pelo MPF somente quatro chefes de Executivo estaduais tinham apresentado seus esclarecimentos. Os demais, até o momento, não apresentaram sequer justificativa.

As informações solicitadas pela subprocuradora geral de Justiça Lindora Maria Araújo são as seguintes: 

1. Quantos e quais hospitais de campanha foram construídos no Estado?; 

2. Quais hospitais de campanha foram construídos e não entraram em funcionamento? E, dentre os que entraram em funcionamento, informar a data de inauguração das atividades de atendimento.Continua depois da publicidade; 

3. Listar os hospitais de campanha que estão em funcionamento na presente data e, em relação aos desativados, informar a data da desativação e o motivo do fechamento; 

4. Qual a destinação dada aos insumos e equipamentos que compunham a estrutura de eventuais hospitais de campanha que tenham sido desativados no Estado?

O objetivo da PGR é verificar eventuais falhas no atendimento à saúde da população infectada, principalmente em função dos recursos aplicados.

O boletim de hoje da Secretaria de Saúde do Estado registrou 1.547 novos casos e 38 óbitos pela Covid 19. (TR)

Edição: Tropical Noticias

segunda-feira, 29 de março de 2021

Polícia CORONAVÍRUS - Florentino Neto tem dez dias para explicar sumiço da vacina

Prazo começa a contar do momento em que secretário assinar recebimento de ofício do MPF

Florentino ao lado do governador que se apresenta como coordenador nacional de vacinação
Florentino ao lado do governador que se apresenta como coordenador nacional de vacinação

Mais uma vez a Polícia Federal iniciará investigação, na Secretaria de Saúde do Estado do Piauí, nesta época de pandemia. Desta feita para investigar o possível desaparecimento de 50,6 mil doses de vacinas contra a covid 19, que que não foram registradas no sistema do Ministério da Saúde.

O procurador Kelston Pinheiro Lages, com base nas informações veiculadas pela mídia, requisitou a instauração de inquérito pela Polícia Federal. O secretário Florentino Neto (Saúde) deve prestar esclarecimentos em dez dias, além das providências que estão sendo adotadas pelo governo para identificar e punir os eventuais responsáveis. O prazo do secretário começa a contar do momento em que ele receber o documento do MPF.

Segundo informações do site Cidadeverde.cpm (matéria assinada pela jornalista Yala Sena), os 224 municípios piauienses receberam até agora 392.080 doses de vacinas Coronavac e AstraZeneca e os prefeitos incluíram no cadastro do governo federal somente 341.413 doses dos imunizantes. Existe  uma sobra de mais de 50 mil doses.

Nos grupos sociais do Piauí circularam informações não confirmadas de que o governo do estado estaria desviando vacinas. O material estaria sendo armazenado em determinado depósito na zona norte de Teresina. Diante das denúncias, o deputado Marden Menezes fez um vídeo em que anuncia ter solicitado providências do Ministério Público Federal. "Não podemos admitir, diante de momento tão grave, que esse tipo de ocorrência venha prejudicar a vacinação do povo piauiense", assinalou o parlamentar, que é do PSDB.

Informa-se ainda que existem três alternativas para o destino das vacinas: 1) as Secretarias Municipais de Saúde estão vacinando e não incluíram no cadastro do Ministério da Saúde; 2) as doses foram utilizadas de forma irregular - fura-filas e outros fins; 3) ou as vacinas estão paradas (em depósitos não revelados).

O blog Diário do Poder, do jornalista Cláudio Humberto, divulgou a matéria em nível nacional. Enfatiza que: "O procurador da República Kelston Pinheiro Lages requisitou à PF a apuração da existência do possível crime de peculato, com a materialidade, bem como a identificação dos autores de eventuais infrações penais."

No documento encaminhado à PF/PI, o procurador federal assinala: "A vacina é um bem público com destinação específica. O seu desvio ou subtração em proveito próprio ou alheio em uma situação de normalidade já grave , numa situação de calamidade pior ainda com sérias repercussões do âmbito criminal e da improbidade administrativa. Os fatos são graves e precisam ser esclarecidos." (Toni Rodrigues)

Edição: Tropical Noticias

sexta-feira, 26 de março de 2021

Piauí inicia vacinação do idosos a partir de 65 anos

Com a chegada da décima remessa de vacinas contra a Covid-19, na madrugada desta sexta-feira (26), o estado do Piauí vai iniciar a vacinação do grupo de 65 a 69 anos. O estado recebeu 24.600 doses da vacina AstraZeneca/Fiocruz e 45.200  da Sinovac/Butantan. 

“Mais uma etapa sendo avançada na vacinação. Agora poderemos abrir o grupo de 65 a 69, o que nos possibilitará levar a imunização a mais piauienses e assim podermos vencer esta pandemia”, destaca o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto. 

Nessa remessa serão contemplados 2% trabalhadores de saúde, 22% para o grupo de 70 a 74 anos e 26% para o público de 65 a 69 anos. “Com essas novas doses conseguiremos atingir 97% dos trabalhadores da saúde e 100% dos idosos de 70 a 74 anos, contemplados no Plano Nacional de Imunização”, lembra o gestor. 

A Coordenação de Imunização da Secretaria de Estado da Saúde fará a entrega das vacinas neste final de semana, para as regionais de saúde, que distribuirão aos municípios. 

O Piauí já vacinou 223.942 pessoas contra a Covid-19. Receberam as primeiras doses 177.532 piauienses e 46.410 a segunda dose do imunizante. Os dados da vacinação no estado do Piauí podem ser acompanhados pelo Vacinômetro na página da Sesapi. (Fonte: Com informações da Ascom)

Ciro Nogueira será titular da CPI da Covid no Senado

  Por Rany Veloso O senador Ciro Nogueira (PP-PI) confirmou ao blog a vaga de titular na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covi...