terça-feira, 10 de julho de 2018

Cocal - Dia 10 de agosto duas bandas de forró na Praça de Eventos


Fonte Tropical Noticias
Raimundo Martins
Para comemorar os 21 anos de sucesso ao lado dos ouvintes, a rádio Tropical FM vai realizar um grande Show de Aniversário. na praça de eventos em Cocal – Piauí, região norte do estado, essa emissora vem de 1997, a festa é preparada para receber pessoas um grande público de Cocal e região.
  Dia 10 de agosto vai acontecer várias atrações, escolha da garota tropical, artista da terra, forró Amor  a 1000, cantando para toda juventude e João Bandeira cantando o passado, pra toda geração, temos uma noite de muito embalo e agitação na passarela, onde desfilará varias moças bonitas para abrilhantar uma noite de estrela, pois Cocal merece, terra querida e hospitaleira que todas as pessoas se conhecem e por essa razão a Radio tropical FM se manifesta com seu primeiro aniversário com a finalidade de ajudar as famílias carentes, contando com o apoio dos empresários do seu município, saibamos que a voz do povo é a voz de Deus, que todas as pessoas desse mundo tem o direito de ser feliz, pois é dando que se recebe, vamos ajudar quem realmente merece doando 2 kg de alimentos e concorrendo brindes dia 10 de agosto na praça de eventos.

segunda-feira, 9 de julho de 2018

Aniversário da Rádio Tropical FM 87,9, 10 de agosto em Praça Pública. Cocal


 Fonte: Tropical Noticias
Raimundo Martins
A Rádio Tropical FM 87,9 MHz completa 21 anos de suas existências, no dia 19 de julho, mas, a comemoração vai ser dia 10 de agosto na Praça de Evento – Cocal-Piauí, 21 anos de prestação de serviços à comunidade de Cocal. E para comemorar esse aniversário, vamos fazer Movimento Solidário Tropical Fest, para a ajudar as famílias carentes, inclusive Pastoral da criança, APAE. E semente da Paz, doando 2 kg de alimento e você ainda concorrerá brindes doados pelos os empresários de Cocal. 
Vai ter desfile de várias garotas para a escolha da Garota Tropical Fest. 2018, vai ser uma noite de muito brilho, com animação da Banda Amor Amil com a participação de vários cantores da terra. As mulheres mais lindas de Cocal desfilara e concorrera ao título de Garota Tropical, vai ser um super evento em praça pública, uma noite, de muitos sonhos marcado pela beleza da mulher cocalenses da primeira, segunda e terceira colocada.

No aniversário da rádio você fica mais feliz, onde você busca sempre as melhores músicas, uma programação voltada para todos os ouvintes, onde você é sempre bem atendido, porque a audiência que faz e você, nos que fazemos a rádio tropical FM, queremos ser líder em audiências em todas as programações, porque o nosso sucesso só depende de você meu caro ouvinte.

A Rádio Tropical FM 87.9 de Cocal é diferente:

Conta com uma programação variada, onde o ouvinte possui uma programação ativa, além de tocar todos os estilos musicais, a rádio ainda tem espaços para programas voltados para o interesse da população. Músicas, informação, noticiais, entretenimento, religiões e muito mais. 

Presidente do TRF-4 mantém Lula preso e encerra disputa judicial

Questão não pode ser decidida no plantão, disse
O
presidente do TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), Carlos Eduardo Thompson Flores, manteve o ex-presidente Lula na prisão. Ele considerou que a questão não deveria ser decidida em regime de plantão.
“Nessa equação, considerando que a matéria ventilada no habeas corpus não desafia análise em regime de plantão judiciário e presente o direito do Des. Federal Relator em valer-se do instituto da avocação para preservar competência que lhe é própria (Regimento Interno/TRF4R, art. 202), determino o retorno dos autos ao Gabinete do Des. Federal João Pedro Gebran Neto, bem como a manutenção da decisão por ele proferida no evento 17”, escreveu Thompson.
Fonte: JL/PODER 360

Advogados pedem prisão de Moro e de delegado da PF no Paraná

Segundo o grupo de advogados, o juiz Sérgio Moro não poderia se pronunciar sobre a prisão de Lula por estar em férias e, portanto, “sem jurisdição em sua própria vara”. A decisão teria sido igualmente descumprida pelo delegado por uma suposta determinação de Sérgio Moro
O
Coletivo Advogadas e Advogadas pela Democracia pediu hoje (8) ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região a prisão do juiz federal Sérgio Moro e do delegado da Polícia Federal no Paraná Roberval Drex pelos crimes de desobediência e contra a administração da Justiça.
A ação é direcionada ao desembargador plantonista do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, Rogério Favreto. No início deste domingo, o desembargador mandou soltar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva,mas até o momento a decisão não foi cumprida e Lula continua preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba.
Segundo o grupo de advogados, o juiz Sérgio Moro não poderia se pronunciar sobre a prisão de Lula por estar em férias e, portanto, “sem jurisdição em sua própria vara”. A decisão teria sido igualmente descumprida pelo delegado por uma suposta determinação de Sérgio Moro.
Recurso
Um advogado de Fortaleza, Rodrigo Magalhães Nóbrega, recorreu ao presidente do TFR4, desembargador Thompson Flores, para que revogue a decisão de soltar o ex-presidente. Na alegação do advogado, o habeas corpus não poderia ter sido concedido a Lula durante o plantão judiciário. Além disso, ele alega que a decisão pode gerar insegurança jurídica.
“Diversos prejuízos poderão ser causados não apenas aos processos que envolvam o apenado, Sr. Luiz Inácio Lula da Silva, mas a todos os processos de cunho semelhante, promovendo grave insegurança jurídica”, argumenta.
Até o momento, não há decisão em nenhuma das duas ações.
Entenda o caso
Lula está preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba desde o dia 7 de abril, por determinação do juiz Sérgio Moro, que determinou a execução provisória da pena de 12 anos de prisão na ação penal do triplex do Guarujá (SP), após o fim dos recursos na segunda instância da Justiça.
Na manhã de hoje (8), o desembargador federal Rogério Favreto, do TRF-4, concedeu habeas corpus ao ex-presidente. A decisão deveria ser cumprida em regime de urgência, ainda neste domingo, e por não se tratar de dia útil, seria dispensado o exame de corpo de delito, caso fosse de interesse do próprio Lula.
No entanto, após a decisão, Moro argumentou que Favreto não teria competência para mandar soltar o ex-presidente. Logo em seguida, o Ministério Público Federal também se posicionou de forma contrária à soltura.
Em nota, a assessoria de imprensa da Justiça Federal no Paraná disse que o juiz Sergio Moro informou que está de férias de 2 a 31 de julho. Mas, ao ter sido citado como autoridade coatora no habeas corpus, entendeu ser possível despachar no processo.
Também em nota, a Procuradoria-Geral da República afirmou que está atuando em conjunto com o Ministério Público Federal na 4ª Região e confirmou a posição da instituição em favor da manutenção da prisão de Lula até o trânsito em julgado da ação.
O deputado federal Wadih Damous (PT-RJ) afirmou que o ex-presidente estava muito cético com a possibilidade de ser solto neste domingo. "Estive agora com o presidente Lula [na Superintendência da Policia Federal, em Curitiba]. Desde que lhe dei a notícia, sempre demonstrou ceticismo quanto ao cumprimento da decisão judicial", disse em entrevista. Damous é advogado e foi incluído na equipe de defesa do ex-presidente.
Após as decisões conflitantes, Rogério Favreto voltou a determinar a soltura do ex-presidente. No entanto, até o momento, Lula permanece preso na Superintendência da PF em Curitiba.
Fonte: JL/Agência Brasil

Cármen Lúcia: resposta judicial deve ocorrer sem quebra de hierarquia

Lula está preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, desde o dia 7 de abril, por determinação do juiz Sérgio Moro, que determinou a execução provisória da pena de 12 anos de prisão na ação penal do triplex do Guarujá (SP), após o fim dos recursos na segunda instância da Justiça
A
pós as decisões a favor e contra a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva neste domingo (8), a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, divulgou há pouco nota em que afirma que a Justiça é “impessoal”, sendo garantida a todos os brasileiros a segurança jurídica, “direito de todos”. Segundo a ministra, o Poder Judiciário tem “ritos e recursos próprios”, que devem ser respeitados.
“A democracia brasileira é segura e os órgãos judiciários competentes de cada região devem atuar para garantir que a resposta judicial seja oferecida com rapidez e sem quebra da hierarquia, mas com rigor absoluto no cumprimento das normas vigentes”, diz a nota da presidente do STF.
Lula está preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, desde o dia 7 de abril, por determinação do juiz Sérgio Moro, que determinou a execução provisória da pena de 12 anos de prisão na ação penal do triplex do Guarujá (SP), após o fim dos recursos na segunda instância da Justiça.
Na manhã de hoje, o desembargador federal Rogério Favreto, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), concedeu habeas corpus ao ex-presidente. Em seguida, o juiz Sérgio Moro afirmou, em despacho, que o desembargador não tem poderes para autorizar a libertação. O Ministério Público Federal também se posicionou de forma contrária à soltura.
O desembargador João Pedro Gebran Neto, do TRF4, relator da Lava Jato em segunda instância, suspendeu a decisão que determinou a liberdade provisória do ex-presidente.
O desembargador Rogério Fraveto reiterou a decisão de mandar soltar imediatamente o ex-presidente.
Fonte: JL/Agência Brasil

Defesa de Lula diz que Moro, de férias, atuou para impedir soltura

“O juiz Moro e o MPF de Curitiba atuaram mais uma vez como um bloco monolítico contra a liberdade de Lula, mostrando que não há separação entre a atuação do magistrado e o órgão de acusação”, acrescenta a defesa
O
advogado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Cristiano Zanin Martins, divulgou nota em que afirma que o juiz Sérgio Moro, da primeira instância na Justiça Federal, de férias e sem jurisdição no processo atualmente, atuou “decisivamente para impedir o cumprimento da ordem de soltura emitida por um desembargador federal do TRF4 em favor de Lula, direcionando o caso para outro desembargador federal do mesmo tribunal, que não poderia atuar neste domingo (8).”
“É incompatível com a atuação de um juiz agir estrategicamente para impedir a soltura de um jurisdicionado privado de sua liberdade por força de execução antecipada da pena que afronta o texto constitucional — que expressamente impede a prisão antes de decisão condenatória definitiva (CF/88, art. 5º, LVII)”, diz Zanin.
“O juiz Moro e o MPF de Curitiba atuaram mais uma vez como um bloco monolítico contra a liberdade de Lula, mostrando que não há separação entre a atuação do magistrado e o órgão de acusação”, acrescenta a defesa.
Segundo Cristiano Zanin, a atuação do juiz Moro e do Ministério Público Federal para impedir o cumprimento de uma decisão judicial do Tribunal de Apelação reforçam que Lula é vítima de “abuso” e “má utilização das leis e dos procedimentos jurídicos para fins de perseguição política”.

"A defesa do ex-presidente usará de todos os meios legalmente previstos nos procedimentos judiciais e também no procedimento que tramita perante o Comitê de Direitos Humanos da ONU, para reforçar que o ex-presidente tem permanentemente violado seu direito fundamental a um julgamento justo, imparcial e independente e que sua prisão é incompatível com o Estado de Direito", finaliza a nota.
Lula está preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, desde o dia 7 de abril, por determinação do juiz Sérgio Moro, que determinou a execução provisória da pena de 12 anos de prisão na ação penal do triplex do Guarujá (SP), após o fim dos recursos na segunda instância da Justiça.
Na manhã de hoje (8), o desembargador federal Rogério Favreto, do TRF-4, concedeu habeas corpus ao ex-presidente. Em seguida, o juiz Sérgio Moro afirmou, em despacho, que o desembargador não tem poderes para autorizar a libertação. O Ministério Público Federal também se posicionou de forma contrária à soltura.

O desembargador João Pedro Gebran Neto, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), relator da Lava Jato em segunda instância, suspendeu a decisão que determinou a liberdade provisória de Lula.
Fraveto reiterou a decisão de mandar soltar imediatamente o ex-presidente.
Fonte: JL/Agência Brasil

domingo, 1 de julho de 2018

DENÚNCIA Donos de mansão em Brasília, casal de políticos piauienses recebe R$ 8,5 mil de auxílio-moradia

O senador Ciro Nogueira, presidente do PP, e a deputada federal Iracema Portella, recebem auxílio, mesmo tendo moradia

P
residente do PP, o senador Ciro Nogueira (PI) e sua mulher, a deputada federal Iracema Portella, são donos e moram numa mansão no Lago Sul, em Brasília. Ainda assim, ambos recebem auxílio-moradia. Juntos, os benefícios concedidos aos dois parlamentares alcançam R$ 8,5 mil por mês. Ciro Nogueira recebe R$ 5,5 mil. Já Iracema, pouco mais de R$ 3 mil. 

Uma empresa deles, a Ciro Nogueira Comércio de Motocicletas Ltda, com sede em Caxias (MA), adquiriu o imóvel por R$ 2 milhões em 2010. Na garagem da mansão do casal, há um vistoso Camaro preto.
A Câmara e o Senado dizem que os valores repassados aos parlamentares são regulares. 

Fonte: JL/Clube Notícias

SEGURANÇA Ministro libera porte de arma para guardas municipais de todo o país

Alexandre de Moraes suspendeu parte do Estatuto do Desarmamento

O
porte de arma a guardas municipais de todo o país foi liberado por decisão liminar pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). Embora a decisão ainda precise passar pelo plenário do STF, a medida já é válida.

O ministro suspendeu parte do Estatuto do Desarmamento a pedido do Diretório Nacional do Democratas. O texto só permitia o porte de armas a guardas municipais de capitais e de municípios com mais de 500 mil habitantes. Em cidades com população entre 50 mil e 500 mil habitantes, o uso de armas era limitado ao serviço. 
Com a decisão de Moraes, os profissionais têm direito ao uso da arma independentemente do tamanho da cidade. 
Segundo o jornal 'O Globo, Moraes defende que o critério do tamanho do município não é diretamente relacionado ao índice de criminalidade. 
"As variações demográficas não levam automaticamente ao aumento ou à diminuição do número de ocorrências policiais ou dos índices de violência, estes sim relevantes para aferir a necessidade de emprego de armas ou outros equipamentos de combate à criminalidade", disse.
 

Fonte: JL/Notícas ao Minuto

segunda-feira, 25 de junho de 2018

Aniversário da Loja Maçônica Simplício Dias Nº 9, 6 anos de sua fundação.



Tropical Noticias
Raimundo Martins

No domingo 24 de junho de 2018, foi realizada uma festa comemorativa aos 06 anos da Loja Simplício Dias Nº 9, de Parnaíba, vinculada ao grande Oriente do Piauí (GOPI/COMAB), no dia de São João, com a presença marcante do Grão-Mestre José Wellington, para aniversário de seis anos de sua fundação, que ao longo destes anos vem trabalhando em prol dos mais carentes da cidade de Parnaíba, em campanhas tanto organizadas pelo maçons que formam o grupo para seus trabalhos.

Convicto de que  todos os irmãos  da Loja, teve  a honra de homenagear com todo orgulho, alegria e felicidade, porque prima pela valorização da pessoa humana, que abraça aquilo que sempre almeja na sublime Ordem Maçônica, trabalhando com denodo em prol da coletividade e na valorização da história da Instituição Maçonaria; na união que seus Irmãos  1º vigilante e 2º vigilante, mestres, Venerável Mestre, Sereníssimo Grão mestre e demais mestres se pronunciaram, tecendo palavras de felicitações aos Membros da Loja, manifestando sua alegria, pelo ingresso de dois novos membros aprendiz e comemoração de aniversário da Augusta loja, agradecendo também aos membros que idealiza a formação da Loja Simplício Dias N º 9, com uma união justa e perfeita dentro daquela casa que ficará registrado na memória da Loja. Com esse espírito de fidelidade às convicções, aos trabalhos reconhecidos. É com esse mesmo espírito que devem continuar radiante, sendo paradigmas e o caminho a ser seguido por filhos e por gerações futuras. 

Assim sendo, o Venerável Mestre Vilmar, muito corajoso se empenhar pelos os trabalhos de um progresso intelectual, moral, material, tendo como ápice a semeadura das virtudes emanadas do Grande Arquiteto do Universo, que no conclama a refletirmos mais e mais, sobre o  viver maçônico e o cotidiano, significa, antes de tudo, que continuaremos a fazer avaliações os valores éticos, morais, maçônicos e moldá-los aos padrões que a maçonaria exige de todos os seus integrantes, que deve sempre preservar as condutas a honra, a pureza, a busca da perfeição, do crescimento moral, intelectual e material da humanidade, a nobreza e a dignidade do maçom, com a consciência de que fazendo o melhor que o Criador nos deu por missão, que é: “Amar o próximo como a si mesmo e Deus sobre todas as coisas”, da preservação do estado de direito, das liberdades individuais e sociais;  que a dedicação deve ser contínua dentro da Ordem Maçônica. 
 O café da manhã foi na Loja Maçônica, logo após foi a iniciação e a comemoração foi realizada no Buffet Dorinha Eventos, com Com músicas ao vivo e um almoço. 

O  homenageado do dia foi um dos maçons mais idosos, Moreirão com mais de 80 anos.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...